19 anos separam as estreias da primeira e da sétima edição de "Ídolos". Sara Matos conduz, este sábado, 9 de abril, o primeiro episódio da nova temporada do talent show musical, que conta também com um painel renovado de jurados: Ana Bacalhau, Joana Marques, Martim Sousa Tavares e Pedro Tatanka.

Ídolos
Pedro Tatanka, Joana Marques, Ana Bacalhau e Martim Sousa Tavares créditos: João Maria Catarino / Divulgação SIC

Carolina Deslandes, Salvador e Luísa Sobral, Luciana Abreu, Carlos Costa, Carolina Torres, Inês Herédia e Cláudia Pascoal são alguns dos artistas que, mesmo não tendo vencido as edições de "Ídolos" nas quais participaram, construíram carreiras de sucesso, quer na música quer na representação. Mas, o que é feito dos vencedores das seis edições?

Fizemos uma viagem no tempo e temos boas notícias. De forma mais ou menos mediática, com mais ou menos fãs ou projeção, todos continuam ligados à música.

Nuno Norte (2003)

Depois de ter vencido o talent show da SIC, Nuno Norte fez parte da Filarmónica Gil, juntamente com João Gil e Rui Costa (ex-Solcen 4). Teve uma banda de tributo aos Nirvana, os Teen Spirits e, em 2009, participou no Festival da Canção, tendo ficado em quarto lugar. Em 2011, formou a Banda Sal com José Carlos Pereira.

Em 2017, em entrevista ao programa "Alta Definição", admitiu ter sido viciado em heroína, dependência que decidiu combater quando, em 2003, foi escolhido para ser um dos 30 finalistas. "Numa sexta-feira fui escolhido para os 30 finalista, numa segunda fui internado no hospital”, contou, na altura, a Daniel Oliveira. Aos 44 anos, Nuno Norte continua a atuar com os Teen Spirits e a dar concertos a solo.

Sérgio Lucas (2004)

Em janeiro de 2022, o vencedor da segunda edição de "Ídolos" lançou o seu quarto álbum de originais, intitulado "Pés na Terra". Ao longo destes 18 anos, o músico natural de São Pedro do Sul tem tido uma carreira multifacetada: integrou vários musicais, como "Sexta-Feira 13", "Jesus Cristo Superstar", "Pinóquio" e "Peter Pan". Continua a atuar a solo e a ser presença assídua em programas de televisão.  Atualmente com 45 anos, Sérgio Lucas é casado e tem uma filha, Laura.

Filipe Pinto (2009)

Em 2012, lançou o seu álbum de estreia, "Cerne" e, no ano seguinte, venceu o MTV Europe Music Award para Best Portuguese Act. Lança o projeto infantil " o Planeta Limpo do Filipe Pinto", sobre questões ambientais relacionadas com a água, reciclagem, floresta e solos. "E tudo Gira", lançado em 2016, foi o seu terceiro álbum de originais.

Filipe Pinto perde músicas do novo disco em assalto. "Isto foi mesmo um infortúnio"
Filipe Pinto perde músicas do novo disco em assalto. "Isto foi mesmo um infortúnio"
Ver artigo

Em 2020, perdeu o material do seu novo álbum, "Telhados de Vidro", na sequência de um furto ao carro do seu produtor. Atualmente com 33 anos, tem dois filhos: Tito, de 15 meses e Isabela, de 3 anos, fruto da relação de longa data com Alexandra Cardoso.

Sandra Pereira (2010)

Sandra Pereira já foi Jahde, agora é Sand. Os pseudónimos escolhidos pela cantora, atualmente com 36 anos, para dar corpo e voz à música. Depois de ter vencido o talent show da SIC, Sandra Pereira estudou na London Music School.

A passagem pelo "Ídolos", contou numa entrevista à Revista Bica, em 2020, foi transformadora. "É engraçado voltar 10 anos atrás e lembrar-me do que movia o meu coração naquela altura, porque achamos que há muita coisa que muda com o passar dos anos, e isso não mudou dentro de mim. O sonho permanece o mesmo, mas com muito mais noção da realidade, até porque a experiência também é maior", afiançou. Na mesma entrevista, revelou ainda estar a preparar um álbum de originais. No início da pandemia, lançou um single intitulado "Stay Safe, Stay Home".

Diogo Piçarra (2012)

É o vencedor de "Ídolos" que mais conquistou após o talent show. Aos 31 anos, é um dos artistas portugueses de maior sucesso, esgotando salas de concertos. Além de cantor é produtor e, desde 2020, mentor do programa de talentos da RTP "The Voice Portugal". Tem quatro álbuns de originais no mercado. Em 2021, venceu o MTV EMA de Best Portuguese Act.

Joana Marques no "Ídolos". "Não percebo nada de música. Não estão mais surpreendidos do que eu"
Joana Marques no "Ídolos". "Não percebo nada de música. Não estão mais surpreendidos do que eu"
Ver artigo

Em 2018, Diogo Piçarra participou no Festival da Canção com o tema "Canção do Fim". Apurou-se para a final mas, após acusações de plágio, decidiu desistir do certame, apesar de ser o favorito à vitória. Em março de 2020, o músico de 31 anos e a namorada, Mel Jordão, foram pais pela primeira vez da bebé Penélope.

João Couto (2015)

O vencedor da última edição de "Ídolos" construiu uma carreira de sucesso. Em 2018, três anos depois da participação no talent show da SIC, lançou o seu álbum de estreia, "Carta Aberta". Participou no Festival da Canção em 2019 com o tema "O Jantar" e, em 2021, lançou o seu segundo álbum de originais, intitulado "Boa Sorte".

Aos 26 anos, o músico decidiu, mesmo sem editora (o primeiro álbum foi lançado pela Universal), continuar a apostar na indústria e tem agendada uma digressão, com concertos em várias lojas FNAC, que começa a 22 de abril, na FNAC Almada.

Veja como estão agora os vencedores de "Ídolos"

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.