Chegou sem ninguém estar à espera, incluiu Miley Cyrus no elenco e reduziu o número de episódios da nova temporada. Falamos de "Black Mirror" que, ao contrário das duas temporadas anteriores, desta vez viu a história condensada em apenas três episódios com cerca de uma hora de duração cada.

A tendência, porém, não é nova. Estávamos em 2011 quando a primeira temporada da série estreou, na altura ainda no canal britânico Channel 4, com apenas três episódios — em que um deles ainda hoje é considerado o mais controverso da série por mostrar um primeiro-ministro britânico, fictício, a fazer sexo com um porco.

No entanto, há uma explicação muito simples. Segundo Charlie Brooker e Annabel Jones, criadores da série, em entrevista ao "The Wrap", a curta duração da temporada teve que ver com as filmagens de "Bandersnatch", o filme interativo que chegou à plataforma de streaming no final de 2018.

"Originalmente, o 'Bandersnatch' fazia parte da quinta temporada. Mas assim que acabámos de gravar o 'Striking Vipers' [o primeiro episódio da nova temporada], o filme interativo foi ficando cada vez maior que pensámos: isto pode ser uma temporada só por si e fazia muito mais sentido ser lançado individualmente", explica Charlie Brooker.

A Netflix sabe todas as decisões que tomámos em "Black Mirror: Bandersnatch" — e guardou esses dados
A Netflix sabe todas as decisões que tomámos em "Black Mirror: Bandersnatch" — e guardou esses dados
Ver artigo

Segundo conta à mesma publicação, havia duas opções em cima da mesa após as gravações do filme interativo. "À medida que íamos tendo os episódios gravados concluímos que podíamos fazer as pessoas esperar ou então lançávamos primeiro o 'Bandernsatch' e depois todos os outros."

Muitos dos fãs não ficaram contentes com o facto de a nova temporada ser mais curta, mas os criadores da série desvalorizam as críticas em tom de brincadeira.

"Consigo perceber que tenham ficado chateados. Mas ainda há pouco tempo tiveram o 'Bandersnatch' que durava quase seis horas. Além disso, já viram a quantidade de séries de televisão que têm para ver? Deviam agradecer-nos", brincou Brooker.

Annabel Jones é da mesma opinião e foi ainda mais longe na brincadeira, mas sempre com humor: "Acho até que demos demasiados episódios. Se calhar devíamos ter lançado apenas um", continuou.

Os três episódios da quinta temporada de "Black Mirror" já estão disponíveis na Netflix. Como já tem vindo a ser habitual da série, as três histórias mostram a maneira como a tecnologia é capaz de moldar os nossos comportamentos e as possíveis consequências de uma utilização irresponsável.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.