Alan Kurdi tinha apenas três anos quando, em 2015, partiu com a família da Turquia para o Canadá com o propósito de fugir da guerra. Na manhã seguinte, porém, o corpo da criança foi encontrado sem vida numa das praias da região. Um fotógrafo turco registou o momento e a fotografia correu mundo, obrigando a mais e novos esforços a nível internacional que procurassem responder à crise dos refugiados na Europa. Alan Kurdi é só uma de milhares de vítimas que perderam a vida no mar em busca de melhores condições, e foi nelas que "The Crossing" — a nova série da ABC —, se inspirou.

A história passa-se em 2017 na pequena cidade fictícia de Port Canaan, no estado de Washington, e tem início com a descoberta do corpo de uma criança numa das praias menos visitadas da cidade. Steve Zahn interpreta o xerife Jude Ellis, uma personagem complexa que se mudou para Port Canaan para fugir a um passado negro e traumático — e é ele quem vai estar no centro da ação, ao encontrar a criança viva na areia.

Só que tudo muda quando, junto à criança, de nome Leah (Bailey Skodje), surgem 499 corpos a flutuar nas ondas até à costa. Dos 500 náufragos apenas 47 sobrevivem e todos contam a mesma história: que são refugiados de uma guerra que vai acontecer dali a 150 anos e cujas consequências serão catastróficas.

"O Mecanismo". A nova série viciante da Netflix que está a originar boicotes no Brasil
"O Mecanismo". A nova série viciante da Netflix que está a originar boicotes no Brasil
Ver artigo

Na nova produção da ABC há uma clara influência de Lost, também do mesmo canal, ao colocar um grupo de pessoas num meio totalmente diferente do que conheciam numa luta pela sobrevivência. O elemento fantasioso é incorporado pelas viagens no tempo, e ainda há espaço para uma conspiração governamental que parece estar na origem do conflito no futuro.

É que além dos 500 refugiados que chegaram à cidade no episódio piloto, estes não foram os primeiros. Há outros que já estão integrados na sociedade norte-americana, e é com isto que a série promete agarrar o espectador até aos próximos episódios.

A história contada pelos sobreviventes é tratada com a expectável desconfiança por parte das autoridades, mas a série poupa-nos ao aborrecimento de estarmos durante muito tempo entre a desconfiança e a condescendência da polícia face aos relatos que ouvem. Tudo graças ao momento em que algumas das personagens começam a revelar capacidades físicas sobre-humanas, o que leva os agentes a perceber que pode haver alguma verdade nas declarações dos refugiados.

"The Crossing" conta com Dan Dworkin e Jay Beattie, ambos responsáveis pela produção de "Scream" e "Matador", no papel de realizadores. O elenco está repleto de caras conhecidas como Sandrine Holt ("House of Cards"), Natalie Martinez ("Kingdom"), Rick Gomez ("Irmãos de Armas") e Jay Karnes ("The Shield").

O primeiro episódio foi realizado por Rob Bowman ("Ficheiros Secretos" e "Castle") e estreia já no domingo 15 de abril, no canal TVSéries, às 21h15.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.