"Love is on My Side" ("O Amor está do Meu Lado", em português) é a canção vencedora do Festival da Canção 2021. Composta e interpretada por Tatanka, o líder dos The Black Mamba, é cantada em inglês, o que, logo após o anúncio do vencedor do certame, gerou comentários de indignação.

Portugal tem, é certo, uma tradição de apresentar canções na sua língua nativa e a vitória de Salvador Sobral, em 2017, fez com que, no ano seguinte, houvesse um aumento significativo de países a apresentarem temas na sua língua nativa.

No entanto, não existe qualquer impedimento a que sejam apresentadas composições em qualquer outro idioma que não o português. No regulamento do certame organizado pela RTP pode ler-se que "não é obrigatório que as canções sejam interpretadas em língua portuguesa".

A música que vai representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção, que acontece em maio, em Roterdão, nem sequer é a primeira a ter a letra em inglês. É a primeira, sim, a ter a letra totalmente em inglês mas, em 2003, 2005 e 2006, Portugal concorreu com duas canções cujo refrão estava na língua de Shakespeare.

Rita Guerra foi a primeira intérprete a arriscar uma canção não inteiramente cantada em português. A cantora, que representou Portugal na Eurovisão em Riga, Letónia, cantou uma parte de "Deixa-me Sonhar" em inglês.

Em 2005, Luciana Abreu e Rui Drummond formaram os 2B e interpretaram "Amar". A canção não se qualificou para a final da Eurovisão, que nesse ano aconteceu em Kiev, Ucrânia.

Um ano depois, em Atenas, as Non Stop interpretaram "Coisas de Nada", novamente uma canção cujo refrão estava em inglês. O tema também não se qualificou para a final.

Restrições linguísticas foram abolidas em 1999

A regra do uso das línguas nativas pelos países concorrentes à Eurovisão foi definitivamente abolida em 1999. Mas já em 1973 tinha sido liberalizado o uso de idiomas que não o do próprio país, tendo sido, aliás, essa mudança que permitiu que, em 1974, se sagrassem vencedores do Festival Eurovisão da Canção os suecos ABBA, com a canção (totalmente em inglês) "Waterloo".

Em 65 anos de Festival Eurovisão da Canção, já foram interpretadas músicas (ou partes de músicas) em 58 idiomas. Houve três canções com línguas fictícias (duas da Bélgica e uma dos Países Baixos) e cinco participações nas quais foi incluída língua gestual. O inglês é o idioma que detém o maior número de vitórias (33), seguido do francês (14), neerlandês e hebreu (3).

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.