A série "Keeping Up With The Kardashians" começou em 2006 e, passados 14 anos e 20 temporadas, vai chegar ao fim. O anúncio foi feito esta terça-feira à noite, 8 de setembro, por Kim Kardashian, uma das protagonistas do reality show, através do Instagram.

"Aos nossos queridos fãs, é com o coração pesado que, enquanto família, tomámos a decisão de dizer adeus ao ‘Keeping Up with the Kardashians'”, disse. "Sem o ‘Keeping Up with the Kardashians’ não estaria onde estou hoje. Sou extremamente grata a todos que têm assistido e apoiado a mim e minha família nestes 14 anos incríveis. Este programa tornou-nos quem somos e eu estarei em dívida para sempre com todos que desempenharam um papel na formação de nossas carreiras e mudaram nossas vidas para sempre”, acrescentou.

O programa foi de facto marcante para o sucesso de Kim, bem como dos restantes protagonistas do programa: Kris Jenner, Kourtney Kardashian, Khloé Kardashian, Rob Kardashian — o filho mais novo de Kris Jenner, cuja última participação no reality show aconteceu em março após mais de dois anos afastado —, Kendall Jenner, Kylie Jenner e Scott Disick.

Graças a "Keeping Up With The Kardashians" o clã afirmou-se no mundo dos famosos, abrindo portas a negócios como uma marca própria de roupa interior, Skims Solutionwear, criada por Kim, ou a empresa de cosméticos Kylie Cosmetics, de Kylie Jenner, 23 anos, que a 2 de setembro anunciou, através do Instagram, que está prestes a expandir a sua marca com a criação de novos sites para chegar a mais mercados internacionais: Reino Unido, Alemanha, França e Austrália.

Kylie ganhou o título de multimilionária mais jovem do mundo em 2018 e 2019, atribuído pela "Forbes". No entanto, este título acabou por ser-lhe retirado em maio com o argumento de que Kylie Jenner tinha enganado a revista de negócios e economia e alterado as declarações fiscais.

Aos investimentos multimilionários da família Kardashian, juntaram-se ainda lançamentos de apps, websites e presenças em revistas de todo o mundo.

Kim Kardashian volta sozinha para casa e diz que Kanye tem de “bater no fundo” para acordar
Kim Kardashian volta sozinha para casa e diz que Kanye tem de “bater no fundo” para acordar
Ver artigo

O canal que transmite o reality show, canal E!., já se pronunciou em comunicado e revelou “respeitar a decisão da família de seguirem as suas vidas longe das câmaras” e que “tal como vocês, adorámos seguir os momentos íntimos que o clã tão corajosamente partilhou ao permitir que entrássemos nas suas vidas”, cita a revista "Variety".

Quem também já se pronunciou no Instagram sobre o fim do programa foi Kanye West, marido de Kim, cuja reação foi inesperada. "Estão tristes com isso? Eu não", disse de forma irónica, acrescentando um emoji de riso.

Já entre os comentários da publicação feita por Kim, pode ler-se "não! O que é que é suposto eu acompanhar agora", diz a manequim ChristineQuinn, ou a empreendedora Chiara Ferragni que também não aceita a ideia e diz apenas: "Nooooo", com um emoji a chorar.

Apesar do fim, os fãs do programa que mostra a vida, as discussões, e a relação entre os membros da família Kardashian, poderão ver ainda os episódios que restam em 2021, altura em que a última temporada será transmitida no canal E!.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.