Na altura em que o programa da SIC “Alta Definição” celebrava dez anos de emissão, foi exibido um programa especial a 18 de outubro. Em vez de Daniel Oliveira entrevistar mais uma personalidade conhecida do público, porém, deu espaço a duas pessoas anónimas que se tinham afastado.

O pressuposto era perceber se as duas pessoas conseguiam reatar os laços do passado com apenas um olhar. Chegadas ao cenário, sentavam-se de frente uma para a outra e estavam em silêncio durante três minutos. Depois, saiam para as salas individuais para perceber se queriam realmente voltar atrás no tempo e reatar o amor.

Os cobaias desta experiência foram dois irmãos e um pai e um filho que se viram afastados por circunstâncias da vida. O encontro entre os dois pares foi bastante emotivo e, ao fim dos três minutos e de algum tempo de reflexão, houve uma conversa franca.

Os irmãos abraçaram-se e prometeram resolver as intrigas familiares que os levaram a afastar-se. O mesmo aconteceu com o pai e filho. "Sabes que te amo muito?", perguntou emocionado o pai. "É a primeira vez que estou a ouvir essa palavra da tua boca", respondeu o filho. Pai e filho abandonaram então o local abraçados o que pode indicar que a experiência teve sucesso.

Os melhores momentos de um ano de "O Programa da Cristina"
Os melhores momentos de um ano de "O Programa da Cristina"
Ver artigo

O que era um especial torna-se agora num programa — e as inscrições já estão abertas. “Pode um olhar entre duas pessoas que se afastaram, voltar a uni-las? Se quer reatar uma relação, reencontrar uma amizade, ou resolver um conflito, inscreva-se através do email olhar@sic.pt, e deixe que os seus olhos falem por si”, pode ler-se numa publicação no Instagram da estação privada.

Para já pouco se sabe sobre o formato do programa, no entanto a experiência social deverá acompanhar o reencontro de várias duplas que não se veem há muito tempo — e perceber se basta um olhar para voltarem a unir-se.

Choques, lesões e fatos com 20kg. Os percalços nas versões internacionais de "A Máscara"
Choques, lesões e fatos com 20kg. Os percalços nas versões internacionais de "A Máscara"
Ver artigo

Esta ideia de juntar duas pessoas numa sala em silêncio não é nova. Aliás, esta foi mesmo uma experiência conduzida pelo psicólogo Arthur Aron, para determinar se duas pessoas se podiam apaixonar só pelo olhar. A experiência correu tão bem que os dois estranhos saíram do laboratório e seis meses depois estavam casados.

Foi a coluna "Modern Love" de Mandy Len Catron, no jornal "New York Times", que veio repescar esta ideia de que dois estranhos podem apaixonar-se pelo olhar. Numa das suas crónicas, Catron explica que tentou replicar a experiência e que, afinal de contas, foi mesmo bem-sucedida.

"Estão provavelmente a pensar se nós nos apaixonámos. E sim, aconteceu. Apesar de ser difícil dar os créditos todos à experiência (que poderia ter acontecido na mesma), o estudo deu-nos uma forma de começar uma relação que parece deliberada. Passámos semanas no espaço de intimidade que criámos naquela noite, à espera de ver o que podia acontecer", escreveu na altura. "O amor não aconteceu connosco. Estamos apaixonados porque cada um de nós escolheu estar assim".

O sucesso de "Modern Love" foi tanto que a coluna foi transformada numa séria com nome homónimo. "Modern Love" é uma co-produção entre a Amazon Prime e o "New York Times" que estreou a 18 de outubro de 2019.

Newsletter

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.