De cada vez que "Anatomia de Grey" é renovada para mais uma temporada, é comum ouvir-se coisas como: "Outra vez?" ou "Mas será que ainda há mais história para contar?". A dúvida é pertinente. Afinal, é uma das séries médicas americanas que estão há mais tempo em exibição tendo, até, ultrapassado "E.R — Serviço de Urgência" — considerada por muitos como uma das séries de culto.

Ao longo de 15 anos, a história de "Anatomia de Grey" sofreu várias reviravoltas, várias das personagens principais já saíram (algumas de forma trágica) e outras acabaram por entrar para ganhar um protagonismo inesperado. No entanto, os 15 anos da série acabam por ofuscados por outras séries que duram (ou duraram) para lá da marca das duas décadas.

De "Anatomia de Grey" a "This Is Us". 15 séries que foram renovadas e vão ter novas temporadas
De "Anatomia de Grey" a "This Is Us". 15 séries que foram renovadas e vão ter novas temporadas
Ver artigo

É o caso dos clássicos "Rua Sésamo" ou "Os Simpsons" que duram há 51 e 31 anos, respetivamente. Assim como "Power Rangers", que se manteve em exibição ao longo de 27 anos, ou "Days of Our Lives" — o clássico de televisão que, depois da estreia em 1965, ainda hoje continua a ser presença assídua, no canal americano NBC, em regime semanal. E ainda há quem não perca um único episódio da novela mais popular do canal.

Mas há mais. "Sobrenatural" vai terminar depois de 15 anos em emissão e as séries de animação "Family Guy", "American Dad" e "South Park" duram há 21, 15 e 23 anos, respetivamente.

Mostramos-lhe as 18 séries mais importantes que duraram mais de uma década em televisão.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.