Cerca de 16 anos depois do filme protagonizado por Jorge Corrula e Soraia Chaves, que adaptou o livro com o mesmo nome de Eça de Queirós, vem aí uma série de "O Crime do Padre Amaro" que será o novo grande projeto de ficção da RTP1. As gravações já estão a decorrer em Leiria, apoiadas pelo município da região.

A história vai ser contada num total de seis episódios com, aproximadamente, cerca de 45 minutos cada. O orçamento para a produção da série foi de 1.2 milhões de euros, com a Câmara Municipal de Leiria a apoiar com 199 mil euros, escreve o "Jornal de Leiria".

Diogo Amaral. "Chateia-me essa conversa de falar mal do que nós fazemos e da nossa televisão"
Diogo Amaral. "Chateia-me essa conversa de falar mal do que nós fazemos e da nossa televisão"
Ver artigo

Nesta nova adaptação, José Condessa e Bárbara Branco serão os protagonistas ao interpretar as personagens Amaro, o padre, e Amélia, uma jovem crente que procura na igreja as referências paternais que nunca teve depois de ter crescido sem o pai. Os atores (que são um casal na vida real e estão juntos desde 2018) integram atualmente o elenco da novela da TVI "Bem Me Quer". Bárbara e Condessa também fazem parte da nova mininovela da RTP, "Por do Sol", com estreia marcada para 16 de agosto.

Quando os caminhos entre os dois se cruzam, o padre Amaro apaixona-se por esta jovem sedutora, numa relação que promete pôr em cheque o voto de celibato que jurou cumprir quando se tornou devoto à igreja.

Vem aí a série de
José Condessa e Bárbara Branco vão ser os protagonistas da série da RTP

Ainda que a série já esteja a ser gravada em Leiria, respeitando o espaço temporal que Eça de Queirós usou no seu livro, desconhece-se se a estreia acontecerá este ano. A MAGG contactou a RTP, que disse ainda não ter informações sobre a janela de lançamento.

Realizada por Leonel Vieira, do elenco fazem ainda parte nomes como José Raposo, Filomena Gonçalves, Miguel Raposo, Emília Silvestre, Natália Luiza, Diogo Martins, Marina Albuquerque, Carla Vasconcelos e Vânia Naia.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.