Sete anos depois de ter sucedido a Jon Stewart, Trevor Noah anuncia que vai deixar o "The Daily Show". O primeiro apresentador negro e estrangeiro a conduzir o formato do canal norte-americano Comedy Central revelou esta quinta-feira, 29 de setembro, os motivos que o levam a abandonar o talk show.

"Lembro-me quando começámos. Havia tantas pessoas que não acreditavam em nós. Fomos uma aposta maluca, um africano qualquer, que trouxe um gajo chinês da Malásia [referindo-se a um dos correspondentes séniores do formato, o humorista Ronny Chieng]. E que viagem tem sido, com tanta gente a apoiar-nos por todo o mundo", explicou o sul-africano de 38 anos.

A escolha de Trevor Noah foi duramente criticada em 2015, não só por ser um desconhecido nos Estados Unidos, mas também por não ser norte-americano. "Sinto-me repleto de gratidão por esta viagem. É algo que nunca esperei que acontecesse. Dei por mim a pensar no que passámos ao longo do tempo: a presidência de Donald Trump, a pandemia, a viagem, mais pandemia (risos). Apercebi-me que, ao fim de sete anos, o meu tempo acabou. Mas da forma mais bonita. Adorei ser anfitrião. Foi um dos meus maiores desafios e uma das minhas maiores alegrias. Adorei tentar perceber como fazer as pessoas rirem-se mesmo quando as notícias eram merdosas. Rimos e chorámos nos dias maus. Ao fim de sete anos, percebi que está na hora", explicou o humorista sul-africano.

Tal como outros formatos semelhantes, "The Daily Show" teve emissões caseiras durante os períodos de confinamento. Trevor Noah, que já assumiu publicamente ser solteiro, viveu isolado durante vários meses, tendo feito o programa do seu apartamento em Nova Iorque.

"Passei dois anos sem andar na estrada e quando voltei percebi que quero voltar a explorar essa parte da minha vida. Sinto falta de aprender outras línguas, de ir a outros países, de montar espectáculos", confessou o humorista. Não se sabe ainda qual será o último programa apresentado pelo humorista nem quem será o seu sucessor, mas o sul-africano deverá ficar à frente do formato até ao final de 2022.

5 curiosidades sobre Trevor Noah no livro "Sou Um Crime"
5 curiosidades sobre Trevor Noah no livro "Sou Um Crime"
Ver artigo

Em 2015, Trevor Noah foi anunciado como sucessor de Jon Stewart, que esteve à frente do formato de comédia durante 16 anos, entre 1999 e 2015, tendo sucedido a Craig Kilborn, que conduziu o programa durante dois anos. A estreia do humorista sul-africano, um desconhecido do público norte-americano, teve um impacto negativo nas audiências, que caíram 37 p.p., tendo depois voltado a subir ao longo do tempo, e registado uma nova queda em 2020.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.