Anuska esteve esta manhã de terça-feira, 19 de janeiro, no "Dois às 10" para falar sobre o final da relação com Hélder e a polémica com Joana Diniz. A ex-concorrente do "Big Brother - Duplo Impacto" acabou por criticar Cláudio Ramos por não ter sido "imparcial" no confronto que teve com Hélder na gala do último domingo.

Cláudio Ramos foi direto ao assunto e perguntou a Anuska se ficou chateada com alguma afirmação feita na última gala. "Fiquei desiludida porque houve falta de imparcialidade no programa", atirou a ex-concorrente. "A Anuska pediu demasiadas justificações à Joana Diniz", explicou o apresentador, acrescentando que o problema que ali se estava a resolver era entre Anuska e Hélder.

"Não somos parciais em relação a concorrentes, apesar de ter os meus favoritos no programa", afirmou Cláudio, referindo ainda que vai defender sempre os concorrentes da edição do "Big Brother" que apresentou.

Voltando à polémica em que se viu envolvida com Joana Diniz, Anuska reforçou que não quer passar a mensagem de que está a culpar a concorrente de Vila Franca de Xira. "O Hélder é culpado mas a Joana foi a segunda personagem da história, ela esteve mal", frisou. Cláudio Ramos recordou que Anuska não é namorada de Hélder e a irmã de Iury disse que não se trata de serem namorados ou não, mas sim de "respeito".

Nesta altura da conversa, também Maria Botelho Moniz interveio. A apresentadora lembrou que, quando Anuska saiu da casa, Hélder lhe pediu que confiasse nele. A comunicadora frisou que foi nesse momento que o concorrente da casa mais vigiada do País esteve menos bem no jogo.

Anuska regressa ao "Big Brother" para terminar tudo com Hélder. "Já foi!"
Anuska regressa ao "Big Brother" para terminar tudo com Hélder. "Já foi!"
Ver artigo

Anuska defende Pedro Crispim

Indignada por ter sido humilhada na última gala do "Big Brother", em que terminou tudo com Hélder, Anuska acusou o apresentador das manhãs da TVI. "Nesta gala foi comigo e com o Hélder, na outra gala foi a questão da homofobia. Se não fosse A Pipoca Mais Doce a falar, não tinham dado relevância a essa questão", atirou a ex-concorrente.

"Foi muito feio o que fizeram com o Pedro Crispim", acrescentou, referindo-se aos comentários homofóbicos que os concorrentes fizeram a respeito do comentador do reality show. Maria Botelho Moniz afirmou discordar com Cláudio Ramos, que não achou que os comentários tivessem sido homofóbicos. "Também não achei o comentário muito bonito. Mas é por isso que gosto tanto de reality shows, faz-nos estar aqui a debater sobre estes temas", afirmou a apresentadora.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.