Este domingo, o culturista deu a conhecer a sua curva da vida aos espectadores do "Big Brother — Desafio Final". Macau recordou as "discussões em casa" e a crise no casamento dos pais, quando era mais novo, confessando: "andei meio perdido na adolescência".

Francisco Macau estudou turismo, passou por uma agência de moda, jogou ténis e golfe, fez natação e atletismo até se apaixonar pelo ginásio. E, sobre paixões, falou da primeira namorada, "uma pessoa especial", com quem esteve quando tinha cerca de 20 anos.

Em lágrimas, Francisco Macau fala da doença terminal do pai e arrepende-se de lhe faltar
Em lágrimas, Francisco Macau fala da doença terminal do pai e arrepende-se de lhe faltar
Ver artigo

Foi o final deste relacionamento que ditou a entrada do concorrente no ginásio. "Eu sempre tive uma fraca autoestima. O problema não era o corpo; era a minha cabeça", desabafou. Depois de participar no "Big Brother VIP", em 2013, recebeu um telefonema de um dos ex-concorrentes a informá-lo de uma "presença no Norte".

"Nunca pensei ajudar o meu pai a vestir-se. Foi uma coisa que nunca passou pela minha cabeça"

Foi aqui que conheceu uma pessoa por quem sentiu "coisas que nunca tinha sentido por ninguém". "Foram sete anos muito importantes na minha vida. Fico triste pelas recordações, porque eu sou aquela pessoa que acredita no para sempre. Amar também é deixar ir", considerou.

Atualmente, parece que o coração do personal trainer está novamente ocupado. Apesar de não ter referido nomes, Cristina Ferreira não deixou passar a ocasião para apresentar a nova namorada de Macau aos espectadores. Chama-se Sara e estava em estúdio a apoiar o PT, que admite ter "muitas saudades" dela. Conhecem-se há dois anos, de acordo com o que Sara disse à apresentadora.

O culturista de 33 anos recordou também a participação nos "Morangos com Açúcar": "Não sei se foi uma fase feliz ou se foi uma fase em que eu estive tão ocupado que não pensei nas minhas inseguranças e nos meus medos". Em 2012, começou a treinar com "mais frequência no ginásio" e criou o projeto que mantém até hoje, a Team Macau.

"O desporto pode ser, sim, a solução para muitos males", salvaguardou. O momento em que mais emocionou foi aquele em que falou do pai, que, em 2019, recebeu o diagnóstico de Esclerose Lateral Amiotrófica. "A vida não é um arco-íris", afirmou, em lágrimas. "Nunca pensei ajudar o meu pai a vestir-se. Foi uma coisa que nunca passou pela minha cabeça", acrescentou, concluindo: "Eu estou aqui por ele".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.