Joana, a última concorrente expulsa do "Big Brother - A Revolução", vai regressar ao jogo. O anúncio foi feito no "Última Hora" desta terça-feira, 15 de dezembro, por Maria Botelho Moniz. A apresentadora adiantou ainda que a designer de moda vai entrar na casa mais vigiada do País enquanto infiltrada.

Maria Botelho Moniz também garantiu que a ex-concorrente de Cascais não vai entrar sozinha na casa. A acompanhá-la irá uma outra pessoa, cuja identidade ainda é desconhecida. Os portugueses só vão ficar a saber quem regressa com Joana nesta quarta-feira, 16, na emissão conduzida por Teresa Guilherme.

"Dadas as circunstâncias cá fora, estou muito feliz por regressar. Quero mexer com tudo porque aqueles meninos estão muito quietinhos. Estou muito feliz com a pessoa que vai entrar comigo", revelou Joana a propósito do regresso como infiltrada.

Joana revela pormenores sobre ameaças de Rui Pedro. "Disse que me partia aos bocadinhos"
Joana revela pormenores sobre ameaças de Rui Pedro. "Disse que me partia aos bocadinhos"
Ver artigo

Joana apresentou queixa contra Rui Pedro

A ex-concorrente explicou ainda nesta tarde o clima de tensão que passou com Rui Pedro no último domingo, 13. Chegou à gala e não abordou o empresário de maneira alguma. Garantiu que estava fora dos estúdios da Venda do Pinheiro e que Rui Pedro, quando chegou, começou a insultá-la. Joana também revelou que nos últimos dias se fez acompanhar de seguranças, devido às ameaças de que foi alvo.

Por isso, a concorrente de Cascais chamou a GNR a pedido da mãe e as autoridades identificaram não só a designer, como também Rui Pedro e Carina, uma das testemunhas que terá visto o modelo a ameaçar a nova infiltrada do "Big Brother".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.