Conta a lenda de D. Pedro e Inês de Castro que foi nas matas da Quinta das Lágrimas que o casal se encontrava em segredo e onde se desenrolou uma das histórias mais românticas da História portuguesa. Segundo esta perspetiva menos fatual, terá sido também nas matas das Lágrimas que D. Inês foi assassinada pelos três validos do rei Afonso IV, sendo as lágrimas que então chorou que fizeram nascer a Fonte das Lágrimas, onde o sangue que saiu do seu corpo ainda hoje está gravado na rocha onde a dama galega foi morta.

Este resort de cinco estrelas tem suites com piscinas privadas e vai deixá-lo de queixo caído. Veja as fotos
Este resort de cinco estrelas tem suites com piscinas privadas e vai deixá-lo de queixo caído. Veja as fotos
Ver artigo

Detalhes mórbidos à parte, há muito que a Quinta das Lágrimas, em Coimbra, hotel de cinco estrelas e membro da Small Luxury Hotels of the World, é um dos espaços mais românticos do País e aquele em que muitos pensam quando o objetivo é passar uma escapadinha a dois.

Aliás, no mês em que se celebra o amor, com o calendário a assinalar a quarta-feira, 14 de fevereiro, como Dia dos Namorados, o hotel prolonga o pacote especial dedicado aos apaixonados. No Dia de São Valentim, pode aproveitar para jantar no restaurante Arcadas e usufruir de um menu especial  desenhado pelo chef Vítor Dias, por 85€ por pessoa, mas há uma oferta de estadia e gastronomia que se estende até 23 de março.

Este pacote especial inclui uma noite de estadia em quarto duplo SPA, com pequeno-almoço buffet e uma oferta VIP de boas-vindas à chegada, e um jantar exclusivo, com três pratos distintos e bebidas selecionadas pelo sommelier, a partir de 274€, consoante as datas escolhidas.

Quinta das Lágrimas
A sobremesa especial do Dia dos Namorados. créditos: Quinta das Lágrimas

Dormimos numa suite de reis e fomos acolhidos pelo romance

A Quinta das Lágrimas abriu as portas como hotel em 1995. "A propriedade está na família desde o século XVIII, sendo a última residente a mãe de José Miguel Júdice [famoso advogado português]", conta à MAGG o Front Office Manager do hotel, Carlos Romão. "Quando a família resolveu abrir o hotel, começou apenas por ser a casa e o jardim. Mais tarde, em 2004, foi construída uma ala mais moderna, onde hoje encontramos quartos mais atuais, o spa e as salas de congressos."

Mas o hotel continuaria a modernizar-se, tendo integrado a associação Small Luxury Hotels of the World em 2016, ano em que recebe a classificação de cinco estrelas e que sofre a última grande renovação. E, acreditem, é difícil conjugar modernidade com história de uma forma tão perfeita, quando num corredor temos um spa com piscina e noutro uma capela ou uma biblioteca que faz lembrar a que o Monstro apresentou a Bela no clássico da Disney, "A Bela e o Monstro".

Não faltam as comodidades que estamos habituados a ver em hotéis, desde as piscinas às máquinas de café de cápsulas nos quartos, dos cartões magnéticos ao pequeno-almoço com ovos feitos no momento — e ainda estamos a pensar na cremosidade dos mexidos com queijo e fiambre —, mas é inegável que entramos numa cápsula do tempo assim que passamos a soleira da porta.

Crítica. A minha carta de amor ao hotel Quinta das Lágrimas
A biblioteca, forrada a painéis de madeiras exóticas, reúne milhares de livros antigos que contam a história de Portugal e da família.

E em pleno mês do romance, nada como passar a noite na Suite do Rei, o quarto número sete do hotel e que nos fez — verdadeiramente — sentir como realeza. "A Suite do Rei é muito especial, é aquela onde ficam alojadas as individualidades que nos visitam ou o quarto com que gostamos de mimar algum hóspede mais especial", explica Carlos Romão.

Não é difícil perceber porquê. Assim que abrimos a porta da suite, temos um micro hall de entrada com um armário, e virando à direita, entramos no quarto principal, com uma cama alta digna de realeza, decoração e mobiliário clássico e um pé direito impressionante que nos faz sentir uma criança a olhar para a casa de um gigante.

Na casa de banho, há duplo lavatório, cabine com sanita, uma segunda cabine com duche e uma banheira para banhos mais demorados, quiçá a dois. Suite de realeza não fica completa com uma grande sala, lareira, sofás confortáveis e uma varanda privada maior do que alguns apartamentos arrendados em Lisboa a preços pornográficos, onde o romance dita que beba um copo de vinho com o seu companheiro enquanto recorda a história de amor que assombra estas matas em Coimbra.

"Tem uma capacidade para três adultos, ou dois adultos e duas crianças", afiança Carlos Romão sobre a suite, que afirma ser ocupada facilmente no tempo quente. "Já somos capazes de a ter ocupada em várias datas para o verão", diz o representante do hotel sobre esta suite, cujos preços por noite oscilam entre os 250€ na época mais baixa e podem chegar aos 550€ na alta, tal como acontece com outras grandes suites do hotel, que conta com 55 quartos no total.

Da cozinha de autor aos petiscos, a comida também é um chamariz da Quinta das Lágrimas

Há várias ofertas gastronómicas na Quinta das Lágrimas, e fora os pacotes especiais do Dia dos Namorados, é obvio que o romance está mais do que presente no requintado Arcadas, o espaço de cozinha de autor da unidade hoteleira.

No restaurante liderado pelo chef Vítor Duas (considerado um dos 500 melhores do Mundo pela “Le Liste”), pode provar "uma cozinha que utiliza os produtos tradicionais desta região para criar receitas de sabor, com ervas aromáticas do jardim de cheiros, laranjas, limões e abacates do pomar, e framboesas e agriões selvagens que por aqui crescem", afiançam no site.

Pela proximidade a duas das mais importantes regiões vinícolas de Portugal, Dão e Bairrada, a coleção de vinhos do restaurante é invejável, e há três menus de degustação disponíveis, que oscilam entre oito momentos (110€ por pessoa), seis momentos (95€) e cinco momentos (79€) — sem bebidas incluídas.

Pode também optar por pedir propostas da carta, onde encontra opções como uma entrada de lavagante (29€), linguado com recheio de choco (36€), arroz de peixe da lota e mariscos (35€) ou magret de pato fumado (36€), entre muitas outras.

No entanto, se deseja algo mais simples, pode também jantar no Gastrobar, edificado numa sala que já foi conhecida como "o restaurante mais pequeno do mundo" — até porque não tem espaço para mais do que quatro mesas. "Servimos coisas mais simples como bife na frigideira, prego do lombo, pica-pau, snacks, no fundo", salienta Carlos Romão, que aconselha que acompanhe com um bom vinho da zona.

Crítica. A minha carta de amor ao hotel Quinta das Lágrimas
O restaurante Arcadas.

A oferta gastronómica fica completa com o restaurante Pedro e Inês, que além de servir como a sala de pequenos-almoços, serve também almoços, e cuja esplanada mesmo junto aos jardins é perfeita para refeições ao ar livre. De maio a outubro, na zona da piscina exterior, é também servida a carta de snacks.

Embora este seja um hotel virado para o romance, as famílias não são deixadas de lado. Há quartos comunicantes a pensar em quem leva os miúdos consigo e, assim que o tempo o permitir, estão também pensados piqueniques nos jardins. Se ficar alojado com crianças no contexto de um pacote família, o hotel oferece também vouchers para o Portugal dos Pequenitos e para o Exploratório - Centro Ciência Viva de Coimbra.

Crítica. A minha carta de amor ao hotel Quinta das Lágrimas
Os jardins da Quinta das Lágrimas são uma autêntica coleção de jardins de nível mundial: romântico, japonês, medieval, de cheiros, horta orgânica e uma extensa mata.

No que toca aos Jardins da Quinta das Lágrimas, os hóspedes têm acesso direto e gratuito, sendo que o espaço é também aberto ao público, com bilhetes a custar 2,50€ por pessoa.

De acordo com uma simulação no Booking para a noite de 17 para 18 de fevereiro, os preços por noite começam nos 210€ na tipologia quarto com vista jardim.

Espreite as fotos do hotel.

Quinta das Lágrimas

Localização: Rua António Augusto Gonçalves, Coimbra, Santa Clarao, 3041-901
Contactos:
239 802 380 / reservas@quintadaslagrimas.pt / Site

A MAGG ficou alojada a convite da Quinta das Lágrimas.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.