Para alguns a primeira sensação ao ver o Atlantis Cave, alojamento da plataforma Airbnb, é de claustrofobia. Para outros é um despertar de curiosidade sobre como será dormir dentro de uma espécie de caverna na freguesia de Campanário, município da Ribeira Brava, na Madeira.

Sim, uma caverna. É um convite para recuar à pré-História e para ser mesmo fiel a esses tempos só faltava ter algumas pinturas rupestres na parede — mas isso já era pedir de mais. Todavia, pode pedir tantas outras coisas para uma estadia cheia de conforto, mesmo dentro de uma gruta com mais de 300 anos.

O encantador Palácio Biester, em Sintra, vai abrir ao público — e no parque esconde-se uma gruta
O encantador Palácio Biester, em Sintra, vai abrir ao público — e no parque esconde-se uma gruta
Ver artigo

Quer cozinha totalmente equipada? Há. Varanda com vista para o mar e para a montanha? Também. Obviamente tem um quarto e na casa de banho até há água quente (queremos experimentar a pré-História, mas não ao ponto de tomar banhos gelados).

Para compensar, tudo o resto mantém a sua essência, uma vez que as paredes do Atlantis Cave estão exatamente como quando a gruta não era um Airbnb e até a trilha antiga para chegar ao alojamento (percurso que demora cerca de 15 minutos) foi recuperada recentemente pela prefeitura local.

Uma noite no Atlantis Cave para duas pessoas custa desde 161€ em agosto.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.