Quer nas medidas anunciadas aquando do novo confinamento, quer nas restrições que foram renovadas e entraram em vigor esta quarta-feira, 20 de janeiro, não há qualquer impedimento a confinar no conforto de um hotel ou alojamento rural — que tanto precisam de alento nesta altura. Se também anda desanimado com o facto de acordar e adormecer no mesmo ambiente que teve de suportar em março de 2020, este ano pode optar por confinar num sítio diferente.

Ainda que muitos hotéis tenham fechado portas devido à pandemia, outros abrem as janelas para que possa acordar com vista para a Serra da Estrela que, com sorte, está coberta de neve nos dias mais frios.

Acredita que esta obra da natureza fica a cerca de uma hora de Lisboa?
Acredita que esta obra da natureza fica a cerca de uma hora de Lisboa?
Ver artigo

É este o cenário das manhãs na Casa de São Lourenço e na Casa das Penhas Douradas, dois projetos do Burel Mountain Hotels.

Noutra vertente e uns quilómetros acima, em Barcelos, a Casa de Campo Olive House tem também uma vista de natureza de cortar a respiração, mas outros pormenores que enriquecem a estadia. Aqui os supermercados são trocados pela horta, da qual os hóspedes podem recolher os seus próprios legumes. De volta ao quarto, o mais provável é depararem-se com galinhas e cabras que andam pelo alojamento rural.

Para os próximos tempos de confinamento ou para uma estadia com mais sol na primavera, veja estes refúgios de natureza para reconectar-se consigo mesmo nestes tempos difíceis.

Casa de São Lourenço

A Casa de São Lourenço, na Serra da Estrela, não é só uma casa. É um ponto estratégico para usufruir de uma vista panorâmica para o Vale Glaciar do Zêzere, à qual acrescem luxos de cinco estrelas. Não é por acaso que este hotel faz parte do projeto Burel Mountain Hotels, uma vez que a decoração é marcada ao de leve com o burel (tecido de lã de ovelha) e ao mesmo tempo por um ambiente minimalista. Só assim é possível dar destaque ao que está lá fora, mas as janelas altas e largas também dão uma ajuda.

A Casa de São Lourenço além de ser o local ideal para confinar, é o melhor pretexto para se abrigar do frio dentro de uma piscina. Como? Ao entrar na piscina de água aquecida ao ar livre com vista para o Zêzere.

Uma noite para duas pessoas em janeiro, por exemplo, custa a partir de 257€.

Casa das Penhas Douradas

No topo da montanha e em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, na estancia de Montanha das Penhas Douradas, a Casa das Penhas Douradas é mais um dos refúgios de natureza cujo principal foco é a vista. É o local perfeito para acordar com motivação, mesmo que seja para teletrabalhar, e para terminar o dia com um pôr-do-sol que se divide entre tons quentes e frios com as montanhas como pano de fundo.

O hotel foi remodelado com materiais naturais, como a cortiça e madeira de bétula, e, tal como o anterior, não deixou de parte as raízes ligadas ao produto mais célebre da região: o burel.

Depois de estar confinado neste ambiente, pode dar um salto lá fora para espreitar a natureza ou simplesmente ficar pelo spa a recompor o corpo (em especial as costas após horas sentado) e a mente, que pede descanso.

Uma noite para duas pessoas em janeiro, por exemplo, custa a partir de 170€.

Casa de Campo de Torneiros

Continuamos pela Serra da Estrela, desta vez para falar da Casa de Campo de Torneiros, em Unhais da Serra, um refúgio com cerca de 3,6 hectares de contacto entre fauna, flora e hóspedes e uma paisagem sem medidas.

Além do ambiente em redor, dentro de cada quarto é o estilo rústico que domina, bem como um pormenor inesperado. É que em alguns quartos pode tomar um banho mesmo ao lado da janela que abre vistas para a paisagem natural. Um banho de imersão é o plano ideal para dias frios e de chuva lá fora, mas quando o tempo estiver convidativo pode fazer um piquenique ao ar livre.

Uma noite para duas pessoas em janeiro, por exemplo, custa a partir de 170€.

Casa de Campo - Olive House

Em Barcelos, mais precisamente na freguesia de Areias de Vilar, esta casa de campo oferece aquilo que nas grandes cidades é difícil conseguir: silêncio interrompido apenas pelo vento a passar, animais em toda a parte, saúde à mesa com produtos da horta e das árvores de frutos do alojamento, e o conforto de um turismo de natureza no qual a simplicidade é palavra chave.

"A Olive House é uma casa especial", dizem os proprietários no Instagram e os hóspedes não deixam mentir. "Os ovos frescos que podíamos ir buscar à capoeira, a companhia das cabras, a fruta que apanhávamos das árvores, o pão fresco pela manhã, os pássaros, os grilos (...) A repetir e a aconselhar", dizem. No fundo, cada pormenor fica na memória de quem aqui passa.

Uma noite para duas pessoas em janeiro, por exemplo, custa a partir de 239€.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.