Cascais é, para muitos, onde se faz praia perto de Lisboa. Mas, na verdade, é muito mais do que isso. Outrora uma vila de pescadores, passou a ser o destino de eleição das elites a partir de 1870, graças à realeza.

Foie gras, trufa, vieiras e ovos de codorniz. Fomos ao céu e voltámos com a nova carta do LOVit
Foie gras, trufa, vieiras e ovos de codorniz. Fomos ao céu e voltámos com a nova carta do LOVit
Ver artigo

O rei D. Carlos deu o exemplo e as famílias ricas seguiram-no. Queriam estar perto da nobreza e, portanto, passaram a construir ali as suas casas, o que explica a abundância de palacetes, agora reabilitados. Cascais foi perdendo a essência piscatória e adaptou-se aos novos tempos. A MAGG foi dar uma volta pela vila de modo a saber o que a torna tão especial e, agora, recomendamos-lhe algumas atividades para experimentar quando por ali estiver.

Para mais informações, pode sempre visitar o posto de turismo (Cascais Visitor Center), aberto todos os dias até às 19 horas.

1. Um passeio de barco silencioso

É através da empresa Aquastart Cascais que pode alugar um barco solar com tripulação. É nada mais nada menos que um barco que não faz qualquer barulho, mesmo estando a funcionar. Se os passeios pelo mar já eram bons, tornam-se ainda melhores quando consegue conversar e ouvir apenas a natureza.

Este tipo de embarcação é ecológica e não poluente. Um passeio de uma hora tem o custo de 25€ por pessoa e de duas horas de 40€ (sempre com um mínimo de quatro pessoas). O conforto e o silêncio estão garantidos nesta experiência que lhe permite observar a costa de Cascais a partir do mar (incluindo a Boca do Inferno).

2. Participar num workshop de comida regional

O projeto Cascais FoodLab, pertencente à Câmara Municipal, começou em 2019 e desde 2020 que se estabeleceu no Mercado da Vila. Com recurso a produtos locais, promove workshops, teambuildings, showcookings e jantares temáticos com a cozinha regional, mas não só. Cada iniciativa é anunciada nas redes sociais e no site.

Um workshop para aprender a fazer quatro receitas de doçaria de Cascais tem o custo de 40€, caso queira saber fazer pratos saudáveis paga entre 50 a 60€ e cozinha molecular representa o valor de 75€, assim como nos informou o integrante no projeto João Mestre.

Os workshops de cozinha funcionam das 10 às 15 horas e permitem aos participantes (entre 8 a 9 no máximo, para que todos possam meter a mão na massa) aprenderem a confecionar as receitas e, posteriormente, comerem aquilo que fizeram. Têm sempre direito a uma tábua de queijos e enchidos, vinho, café e sobremesa.

No final, ganham um certificado, podem levar as receitas para casa e ainda outros brindes. A MAGG aprendeu a fazer amêijoas à Guincho, açorda de camarão e joaninhas de Cascais. Todas as receitas são retiradas do livro "Receitas de Reis Pescadores", de Raquel Moreira e Cláudia Silva Mataloto.

3. Visitar os museus gratuitos

Cascais conta com alguns museus de entrada gratuita, ideais para os apaixonados por cultura e história, que querem passar a conhecer melhor esta vila. De terça-feira a domingo das 10 às 18 horas, não deixe de passar pelo Bairro dos Museus. Todos são gratuitos no primeiro domingo de cada mês.

Pode espreitar espaços como a Casa das Histórias Paula Rego, a Casa de Santa Maria, o Museu Condes de Castro Guimarães, o Palácio da Cidadela de Cascais, o Farol Museu de Santa Marta, o Museu da Música Portuguesa/Casa Verdades de Faria, o Forte de S. Jorge de Oitavos, a Casa Sommer (entrada gratuita), o Museu do Mar - Rei D. Carlos, o Centro Cultural de Cascais e o Museu da Vila (entrada gratuita).

4. Percorrer a vila a pé

Esta é a melhor forma de descobrir todos os seus encantos, desde a arte urbana à arquitetura típica, aos hotéis novos e mais antigos, aos palacetes transformados, aos parques infantis, aos jardins, às praias, aos parques de merendas, entre outros pontos turísticos interessantes.

Não deixe de passar na Rua Amarela, repleta de restaurantes, ou na zona do farol de Santa Marta (para nós, uma das mais bonitas de toda a vila). Também pode alugar uma bicicleta para conhecer a vila através do sistema MobiCascais.

5. Experimentar os restaurantes e bares

Cascais tem uma ampla oferta gastronómica espalhada por toda a vila. A MAGG deixa-lhe algumas sugestões de sítios a visitar para comer e beber: Lota da Esquina; Bar Duna da Cresmina; Beira Mar; Palaphita Cascais; Cantina Clandestina; Porto de Santa Maria; El Clandestino; Panorama da Villa; Esplanada Maria Pia; LOVit; O Pescador; Furnas do Guincho; Izakaya; Kappo; Art; La Contessa - Carpaccio House; La Cosa Nostra; Mar do Inferno; Marisco na Praça - Marina; Monte Mar; Palm Tree e Panorama Guincho.

*A MAGG esteve em Cascais a convite do Turismo de Cascais.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.