A Polícia Judiciária de Lisboa (PJ) recebeu recentemente a polícia alemã e inglesa para tentar encontrar pistas que conduzissem ao paradeiro de Madeleine McCann, a menina inglesa que desapareceu há 13 anos do Ocean Club na Praia da Luz, no Algarve. O principal suspeito do desaparecimento da criança britânica é o alemão Christian Brueckner, que está preso na Alemanha, a cumprir sete anos de pena o por violação de uma mulher norte-americana.

A reunião entre as autoridades europeias terá tido como objetivo traçar um perfil de Brueckner para perceber de que forma este se terá desfeito do corpo, avança o"Correio da Manhã". Isto porque as autoridades alemãs estão convictas de que foi Christian Brueckner a matar Madeleine, apenas não sabem onde terá escondido o corpo da criança, que tinha 3 anos à época do rapto.

Polícia alemã descobre cave junto à casa do suspeito do rapto de Maddie. A ideia seria fazer uma masmorra
Polícia alemã descobre cave junto à casa do suspeito do rapto de Maddie. A ideia seria fazer uma masmorra
Ver artigo

Sabe-se também que, durante a reunião, a PJ apresentou todas as diligências que reuniu até ao momento, como a indicação dos poços e buracos no Algarve onde procuraram indícios do corpo de Maddie. Contudo, as pistas contra o homem alemão continuam a ser pouco concretas, uma vez que até os perfis de ADN recolhidos no apartamento do Ocean Club não colocam o suspeito no local do crime. Para além disso, as buscas de 28 de julho a uma cave secreta na casa onde o alemão viveu entre 2013 e 2016, na Alemanha, revelaram-se infrutíferas e não foi encontrado nada de suspeito ou indicador de crime.

maddie

Por outro lado, várias testemunhas confirmam que Brueckner conhecia bem o Ocean Club e conhecia as rotinas dos pais de Maddie.

As autoridades alemãs levaram de Lisboa mais dois processos contra Brueckner, que deverão estender a pena de sete anos a um período ainda mais longo. Esses dois casos pedidos à PJ dizem respeito a uma violação em 2004 e a uma tentativa de rapto de duas crianças em 2017 — ambos os crimes aconteceram no Algarve, onde Christian Brueckner viveu de forma intermitente entre 1995 e 2007, numa zona muito próxima da Praia da Luz.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.