A venda só começa oficialmente a 26 de fevereiro, mas a corrida ao festival Burning Man é tão grande que muitos não aguardaram pelo anúncio oficial de abertura da bilheteira. Este festival acontece todos os anos no deserto de Nevada, em Black Rock City, e durante uma semana celebra a arte através de exposições, música e performances artísticas.

Como muitos dos festivaleiros não queriam falhar mais uma edição do Burning Man, assim que viram bilhetes a um preço mais baixo do que habitual, decidiram agarrar a oportunidade.

O problema é que estes bilhetes à venda desde o final do mês de janeiro são falsos e os 225 dólares (cerca de 208€), valor duas vezes inferior ao preço mais barato dos ingressos originais do festival, foram investidos em vão. O alerta foi dado pela multinacional de cibersegurança Kaspersky, que apercebeu-se da existência de um website de phishing dedicado à venda de bilhetes falsos para o Burning Man.

Rock in Rio Kids. Vem aí um grande cartaz à medida dos miúdos (há até um mini Palco Mundo)
Rock in Rio Kids. Vem aí um grande cartaz à medida dos miúdos (há até um mini Palco Mundo)
Ver artigo

O objetivo dos hackers seria obter dados confidenciais dos utilizadores, para conseguir aceder às contas financeiras de quem caísse na armadilha. E não era assim tão difícil. Isto porque a réplica do site falso era tão semelhante à página original, que seria pouco provável alguém dar conta da falsificação.

Contudo, os especialistas da Kaspersky andam atentos e este não foi o primeiro ataque do género que detetaram. De acordo com um relatório com dados sobre o último trimestre de 2019, a maioria dos ataques de phishing (52,61%) usaram o mesmo método, um site falso, para conseguir aceder a dados de contas bancárias e lojas online.

"Recomendamos a todos os que este ano contam participar no Burning Man que verifiquem várias vezes se o website da compra dos bilhetes é o oficial”, refere Tatiana Sidorina, especialista de segurança da Kaspersky, em comunicado de imprensa.

Para proteger-se de ataques semelhantes, quer compre um bilhete para o festival Burning Man ou para outro dos que já estão a marcar as agendas deste verão, a empresa de segurança online deixa alguns conselhos.

  1. Não visitar websites quando não tem a certeza de que são legítimos, desde logo os que não comecem por "https".
  2. Verificar sempre se um website é autêntico, seja através do formato do URL, ortografia do nome da empresa, da leitura de reviews e da verificação do registo do domínio antes de iniciar qualquer download.
  3. Estar atento aos anúncios oficiais da venda de bilhetes.
  4. Assinar a newsletter dos festivais, uma vez que trata-se de uma comunicação oficial que fornece as últimas notícias relacionadas com o evento.
  5. Tentar averiguar qual é o valor real do bilhete, de forma a não deixar-se levar por ofertas que parecem “boas demais para serem verdade”.
  6. Adquirir um cartão bancário específico para comprar bilhetes para eventos e para outras atividades de entretenimento.
  7. Se receber um link de um amigo ou colega direcionado à página web do evento, verifique primeiro se foram mesmo eles quem o enviaram.
  8. Usar uma solução de segurança confiável, como o Kaspersky Security Cloud, para proteger os seus dispositivos contra uma ampla gama de ameaças, incluindo as atividades de phishing.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.