O verão pode terminar em setembro, mas isso não quer dizer que o calor abrande. Esta segunda-feira, 7 de setembro, há regiões do País a chegar aos 40 graus, tanto que cerca de 14 distritos nacionais apresentam risco máximo de incêndio durante o dia de hoje, de acordo com dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

COVID-19. O calor ajuda mesmo a eliminar o coronavírus. Estas são as 5 razões para isso acontecer
COVID-19. O calor ajuda mesmo a eliminar o coronavírus. Estas são as 5 razões para isso acontecer
Ver artigo

Em Lisboa, a temperatura máxima deverá chegar aos 37 graus, com uma mínima de 22. Já no Porto, a máxima desce um pouco, mas o calor continua a apertar: são esperados 33 graus na cidade nortenha. Guarda chega aos 36 graus, com Santarém a ser a região mais quente do País, a registar 40 graus. A sul, as temperaturas estão mais amenas, com 30 graus de máxima para Faro.

Entre os distritos em risco de incêndio, encontram-se Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Aveiro, Viseu, Coimbra, Leiria, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Faro. Devido às previsões adversas, a Proteção Civil já acionou alertas laranja e amarelo para estas regiões. No primeiro alerta, tal significa que estão proibidas as queimas e queimadas, uso de fogo de artifício ou de outros artefactos pirotécnicos.

O acesso, circulação e a permanência em espaços florestais "previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios", também estão igualmente proibidos. De acordo com as mesmas diretrizes, também não são permitidos trabalhos florestais e rurais com equipamentos elétricos.

Para esta terça-feira, 8 de setembro, prevê-se uma ligeira descida da temperatura no sul do País e na região da Grande Lisboa.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.