Quando Maria Eduarda Dias, 23 anos, uma estudante de enfermagem, decidiu publicar um vídeo no TikTok em que mostrava a evolução da sua relação com o marido, Nixon Motta, 63, esperava uma reação de grande entusiasmo e apoio da sua curta comunidade de seguidores (pouco mais de mil). Mas o que aconteceu foi precisamente o contrário. O vídeo gerou milhares de partilhas, comentários e uma indignação geral por parte de quase toda a gente, incrédula com o facto de Maria Eduarda ter iniciado a relação aos 16 com um homem que na altura tinha 56. E nem o facto de, sete anos depois, continuarem juntos, estarem casados e já terem uma filha, amenizou as críticas da comunidade, que levantou mesmo questões de legalidade sobre o facto de um homem de 56 anos ter começado a namorar com uma adolescente de 16.

Veja aqui o vídeo:

O vídeo rapidamente entrou nas tendências não só do TikTok como também do Twitter e chegou a vários pontos do mundo. E o tom foi quase sempre o mesmo: crítico. Mais: muita gente começou a desenvolver a teoria de que Maria Eduarda estava apenas atrás do dinheiro de Nixon, um animador de rádio da cidade de Campina Grande, no estado de Paraíba, no Brasil. A verdade é que de momento Nixon está desempregado.

O facto de o vídeo ganhar esta dimensão apanhou o casal de surpresa e se há coisa com que não contavam era com as reações negativas. “Eu até imaginei que iria viralizar, mas de uma forma positiva. Das pessoas pensarem: 'olha que história linda de amor…', mas não foi isso que aconteceu”, lamentou Maria Eduarda em declaração ao site G1, da Globo. “Não achei que fosse tomar essa proporção. Até porque somos muito conhecidos aqui na cidade”, confirmou Nixon, que ficou incomodado, sobretudo, com as insinuações de que Maria Eduarda estava atrás do seu dinheiro. “Eu não sou rico. Muita gente disse que provavelmente sou e ela quer estabilidade financeira. Nunca houve interesse por parte dela”.

O tema mais constante nas críticas tinha que ver com o facto de a relação ter começado quando Maria Eduarda tinha 16 anos, com várias insinuações de que teria começado antes disso. Maria Eduarda desmente. “Comentaram que provavelmente conhecemo-nos antes dos 16 anos dela. Quando a conheci ela tinha 16 anos e 6 meses. Depois disso, fomo-nos conhecendo, aproximámo-nos, começámos a sair como amigos. Tudo entre nós sempre foi consensual. Ele nunca fez nada sem eu aceitar. Nunca houve isso de possessividade, nem de me obrigar a fazer nada, nem de me levar a lugares que eu não quisesse ir, como muitas pessoas escreveram”, disse a jovem em declarações ao G1.

O facto de a relação ter começado quando ela tinha 16 anos não constitui um crime de acordo com a lei. “A lei brasileira é clara ao dizer que é crime um adulto manter relacionamento apenas com menores de 14 anos", explicou Soraya Nóbrega, promotora de Justiça de Defesa da Criança e Adolescente, em declarações ao mesmo site da rede Globo.

Conheceram-se no Facebook

O casal Maria Eduarda e Nixon Motta conheceu-se em 2015 em Campina Grande, no estado de Paraíba, no Brasil, de onde são naturais. Na altura, Nixon trabalhava como fotógrafo e registava, sobretudo, imagens de concertos locais, com cantoras da região. Maria Eduarda fazia parte do núcleo de fãs de uma dessas cantoras e ia a muitos desses concertos. Começou por falar com Nixon pela sua página de Facebook, para lhe pedir autorização para usar as suas fotos nas redes sociais do clube de fãs. E começou a desenvolver-se um interesse mútuo.

A foto do dia em que Maria Eduarda e Nixon Motta se conheceram, ela com 16, ele com 56
A foto do dia em que Maria Eduarda e Nixon Motta se conheceram, ela com 16, ele com 56

Daí até um envolvimento amoroso não demorou muito. E o primeiro grande embate com a realidade aconteceu quando ambos contaram aos amigos e familiares mais próximos que estavam numa relação. “Praticamente todos os amigos em comum foram contra. Poucos apoiaram”, recordou Nixon.

O pedido de casamento aconteceu em dezembro de 2020 e o casamento em junho de 2021, durante a pandemia, com uma cerimónia que teve de ser feita de forma remota. Na altura, Maria Eduarda estava já grávida de sete meses. Dois meses depois, nasceu Maria Alice, a primeira filha do casal, hoje com 15 meses.

O casamento de Maria Eduarda e Nixon
O casamento de Maria Eduarda e Nixon

Desde o nascimento da filha que Maria Eduarda tem conhecido uma nova faceta de Nixon. "Ele surpreendeu-me. Não achei que teria toda essa coragem. Foi ele quem cortou o cordão umbilical da nossa filha. Foi perfeito. Emocionámo-nos muito. Ele é um super pai. Todas as consultas com o pediatra, todas as vacinas, ele foi sempre comigo. Dá comidinha para ela, acorda nas madrugadas, dava-me apoio quando eu amamentava. Ele é o melhor pai que a minha filha poderia ter e o melhor marido que eu poderia ter”.

Maria Eduarda, Nixon e a filha em comum, Maria Alice
Maria Eduarda, Nixon e a filha em comum, Maria Alice

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.