Se já viu na loja de aplicações a app Covid-19 Tracker não deve descarregá-la. O Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS), autoridade nacional em matéria de cibersegurança, revela que esta é uma fraude que resulta num ataque conhecido como Ransomware, conforme é avançado no site da "Deco Proteste".

Aquilo que acontece é que depois de o utilizador descarregar a Covid-19 Tracker, o dispositivo é bloqueado e é exigido um resgate de cerca de 100 dólares americanos em bitcoin. Se já descarregou a aplicação e está a ser vítima deste ataque, deve reportar ao Centro Nacional de Cibersegurança ou às autoridades criminais, conforme o CNCS alerta.

Numa altura em que a informação surge em qualquer lado e instante, deve evitar outras fontes que não as transmitidas pela Organização Mundial da Saúde ou a Direção-Geral da Saúde, até porque só estas podem submeter aplicações relacionadas com o surto.

COVID-19. Falsos médicos, técnicos da EDP e da NOS: cuidado com as novas técnicas de assalto
COVID-19. Falsos médicos, técnicos da EDP e da NOS: cuidado com as novas técnicas de assalto
Ver artigo

Por isso, para evitar tentações, no seu Android pode bloquear a instalação de apps de origem desconhecida. Como? Basta aceder às definições, seguindo para a segurança e, por fim, desativar a opção. 

Esta não é a primeira vez que surgem “ciberataques” relacionados com o COVID-19. O CNCS revela que desde o início de fevereiro estes ataques surgem por diversas vias — como através de campanhas de phishing com falsa identidade de organizações como a Organização Mundial de Saúde e a UNICEF enviadas por e-mail, SMS ou redes sociais — com o objetivo de aceder a dados pessoais dos utilizadores. Mas há ainda mais formas de ataque a que deve estar atento para se proteger:

  • Plataformas digitais ou de aplicações que aparentam divulgar informação em tempo real sobre a pandemia, mas, na verdade, pretendem apenas contaminar os equipamentos;
  • Esquemas de fraude digital, que divulgam iniciativas de recolha de donativos para falsas campanhas de compra de material médico ou de proteção pessoal;
  • Mensagens a indicar que, por lei, estão a ser aplicadas medidas extraordinárias de combate à covid-19, e que todos os cidadãos serão vacinados. Para isso, bastaria pagar a quantia indicada na mensagem. O registo no link enviado garantiria o reembolso desse valor pelo Governo.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.