Há mais 74 mortes e 3.336 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados esta terça-feira, 29 de dezembro, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no novo boletim epidemiológico.

Também esta terça-feira, 29, começaram a ser vacinados contra a COVID-19 os profissionais de saúde do Hospital do Espírito Santo de Évora e do Centro Hospitalar Universitário do Algarve, marcando assim o terceiro dia da campanha de vacinação contra a COVID-19 em Portugal. 

A vacinação aconteceu esta manhã, após a polémica instalada à porta do hospital de Évora em resultado de um desentendimento entre a GNR e a PSP sobre a escolta da carrinha que transporta o fármaco da Pfizer.

Quando vou ser vacinado? E depois, tenho de usar máscara? Guia para entender a vacinação
Quando vou ser vacinado? E depois, tenho de usar máscara? Guia para entender a vacinação
Ver artigo

A marcar a atualidade está ainda o aviso da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que a vacina não deve erradicar a COVID-19. De acordo com David Heymann, líder do grupo para a estratégia e aconselhamento técnico para o risco de infeção da OMS, a pandemia de COVID-19 “não será necessariamente a grande pandemia”, uma vez que as mutações vão tornar o SARS-CoV-2 num vírus endémico, o que representa um perigo para a saúde pública.

Contudo, o líder destaca que “temos ferramentas para salvar vidas", que com a ajuda de uma boa saúde pública, "permitirão aprender a viver com a COVID-19". A mesma ideia é reforçada por Mark Ryan, líder do programa de emergências da OMS: "Estamos a aprender agora como fazer melhor as coisas — ciência, logística, treino e liderança governamental, como nos comunicar melhor. Mas o planeta é frágil”, diz, acrescentando que "precisamos de agir juntos".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.