José Brito, imigrante em Portugal e ex-pescador em Cabo Verde, salvou um homem de 68 anos de se afogar no rio Tejo. Tudo aconteceu na manhã deste sábado, 13 de dezembro, durante um passeio de José Brito com o filho Bryan, de sete anos. O homem está agora internado no Hospital de São José e fora de perigo, avança o "Correio da Manhã".

"Saltei para a água e nadei até ele. Não se mexia. Puxei-o até à margem e, não sei como, tive força para pegar nele e colocá-lo nas escadas. Não respirava e já estava a espumar da boca, mas virei-o de lado para que mandasse fora a água que tinha nos pulmões. Também fiz massagem cardíaca e resultou. Quando os bombeiros chegaram, uns dez minutos depois, levaram-no para o hospital”, relata José Brito.

Contentores de armazenar atum vão transportar vacinas contra a covid-19
Contentores de armazenar atum vão transportar vacinas contra a covid-19
Ver artigo

O cabo-verdiano, a morar em Portugal desde outubro de 2004, conta ainda que quando estava a beber um refresco junto ao rio com o filho, reparou no homem, que dizia algo e de seguida lançou-se para o Tejo. "Pensei que se tivesse atirado para ir buscar qualquer coisa e comecei a filmar, mas ao fim de 45 segundos percebi que continuava de barriga para baixo, a boiar sem se mexer", diz. Foi então que começou a tirar a roupa e atirou-se ao rio.

"Estavam umas doze pessoas à volta e ninguém fez nada. Alguns até disseram para eu não fazer nada e esperar pelos bombeiros, mas não fui capaz. Uma pessoa daquela idade não iria aguentar muito tempo”, continua a relatar ao "CM".

O momento foi captado e partilhado no Facebook por Pedro Cruz, cantor e compositor. O salvamento tornou-se viral, atingindo mais de 400 gostos e dezenas de partilhas.

José Brito é pai de cinco filhos e aquele que assistiu ao salvamento deste sábado comentou que “o que o pai fez foi espetacular”, embora José admita não ser um herói e que “faria tudo de novo”. Até porque não foi a primeira vez que o homem cabo-verdiano salvou alguém. Devido à profissão anterior, pescador, já salvou outras pessoas em Cabo Verde e em Portugal também não foi uma estreia.

“Há uns anos estava ao pé da Torre de Belém e reparei numa criança a andar de skate. Passado uns minutos reparei no menino a chorar e um casal, que deveriam ser os pais, ao lado, sem fazer nada. Lá desci a rampa, entrei na água e consegui recuperar o skate. Saí todo molhado, mas fiquei feliz porque o menino também ficou feliz. Hoje lembrei-me disso e pensei ‘bem, lá vou eu tomar mais um banho’. Se calhar foi por isso que tirei a roupa antes de me lançar à água”, conta.

Enfermeira salva três recém-nascidos das explosões em Beirute
Enfermeira salva três recém-nascidos das explosões em Beirute
Ver artigo

Contudo, o salvamento deste sábado "foi difícil devido à má forma física", diz. José Brito, que trabalha num Centro de Apoio a Sem-Abrigo, pode agora vir a receber uma condecoração pela Embaixada de Cabo Verde, uma vez que membros da Polícia Municipal de Lisboa, que estiveram no local, mostraram intenção de entrar em contacto com a entidade.

Entretanto, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, publicou uma nota no site da Presidência da República sobre a coragem de José Brito. "Em tempos tão difíceis, esta ação certamente marcará os que assistiram, no local, ao salvamento, como todos os que dele tiveram conhecimento", diz o documento. Marcelo acrescenta ainda que José Brito "deve ser distinguido pela coragem e pela vontade de ajudar o próximo".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.