As redes sociais já nos habituaram aos constantes "challenges" com nomes de hashtags, que põem milhares de pessoas em todo o mundo a desempenhar desafios que por vezes são divertidos, outras vezes parvos e muitas vezes perigosos.

O mais recente desafio que se espalhou pelo Snapchat, Tik Tok e Instagram vem no seguimento da morte de George Floyd, que já gerou uma onda de revolta mundial. Revolta esta que claramente não chegou até quem aderiu a este challenge. #GeorgeFloydChallenge é o nome do hashtag que circula pelas redes sociais e que é composto por fotografias de pessoas a imitar a imagem que marcou a morte do norte-americano, de 46 anos.

Uma pessoa deitada no chão e outra com um joelho em cima do pescoço da primeira é o que se vê nestas muitas fotografias tiradas principalmente por adolescentes, todos eles brancos e com um sorriso no rosto. A primeira imagem a circular foi publicada em Ohio, nos Estados Unidos, mas rapidamente passou para outros estados americanos.

Como entender a história do assassinato de George Floyd e o porquê de estar a incendiar os Estados Unidos
Como entender a história do assassinato de George Floyd e o porquê de estar a incendiar os Estados Unidos
Ver artigo

Além destas fotografias, surgiu também um vídeo onde duas adolescentes recriam a cena do polícia que matou George Floyd, enquanto se riem. As reações nas redes sociais foram imediatas e são já milhares de comentários a condenar este comportamento e este desafio. "Foi das coisas mais perturbadoras e insensíveis que eu já vi na vida", "uma completa desconsideração pela vida humana", são alguns dos comentários aos posts.

Este desafio fez com que a polícia desse início a uma investigação, tendo já sido presos três homens que apareciam nestas imagens no passado domingo, 31 de maio.

Num comunicado da polícia americana enviado ao "Daily Mail" lê-se: "Confirmamos que estamos a investigar depois de uma imagem ter sido partilhada nas redes sociais e que mostrava dois homens a imitar a recente morte do cidadão americano Georgle Floyd. A investigação começou no domingo e os agentes já prenderam dois homens de 19 anos e um de 18, por causarem ansiedade e angústia através das imagens. Entretanto saíram sob fiança."

Estes adolescentes entretanto foram obrigados a fechar as suas páginas nas redes sociais e o hashtag #GeorgeFloydChallenge acabou por deixar de ser público.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.