Na rede social Twitter foi partilhado um vídeo esta sexta-feira, 1 de maio, que mostra um agente da PSP a fazer uso da violência numa discussão acesa com um cidadão. Na descrição do vídeo, publicado por uma testemunha que estava no local, é dito que a situação aconteceu num supermercado Pingo Doce na Foz do Douro depois de o homem em causa ter reclamado "educadamente com a senhora que atendeu a esposa", diz o utilizador que partilhou o vídeo.

Nos comentários, são dados mais pormenores sobre a situação: "O senhor começou a falar alto. Veio este agente da PSP e começou agredir o senhor de idade", escreve, por achar que se tratava de um idoso. E continua: "É uma falta de respeito para com os cidadãos, só por vestir uma farda pensa que pode agir como quer... onde não olhou a meios para bater ao senhor de idade".

À MAGG, o intendente da PSP Nuno Carocha dá mais desenvolvimentos sobre o caso. "Aquilo corresponde a um vídeo parcial de uma detenção realizada ontem numa loja Pingo Doce. Trata-se de um cidadão com 55 anos que começou por ter uma desavença com uma funcionária", explica o porta-voz da PSP.

O porta-voz revela que o agente estava no local a servir e, perante a situação, separou a funcionária do cidadão e foi injuriado pelo mesmo. O homem acabou então por ser detido. "O vídeo corresponde a uma parte da altercação", refere.

Novas medidas de segurança. As novas regras para ir ao cinema
Novas medidas de segurança. As novas regras para ir ao cinema
Ver artigo

Quando questionado sobre a razão da violência usada pelo agente de autoridade, Nuno Carocha explica que, de acordo com as informações que lhe foram transmitidas, a violência foi uma resposta à agressão anterior do homem, que não foi filmada.

"Vemos o agente, já na parte final do vídeo, a afastar-se e a agarrar no telemóvel porque tendo o cidadão aproximado-se no sentido do o agredir, foi solicitado o reforço policial precisamente para evitar mais violência. Foi solicitado o reforço policial e concretizada a detenção sem mais problemas", diz.

O intendente da PSP Nuno Carocha acrescenta que atendendo à reação violenta do cidadão, o agente "fez aquilo que devia ter feito", diz ao analisar a situação parcialmente e com alguma distância. "Solicitou apoio para não ter que se envolver fisicamente de novo com o senhor", conclui.

A situação já foi comunicada a tribunal e será avaliada pela autoridade judiciária. O intendente Nuno Carocha revela que o comandante do Porto irá fazer um comunicado de imprensa para esclarecer o assunto.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.