Foram encontrados quatro corpos num terreno perto de um resort à beira-mar na avenida Kukulcan em Cancún, no estado mexicano de Quintana Roo. Para já, não existem informações relativamente à nacionalidade ou identidades das vítimas, mas as autoridades já procederam à detenção de dois suspeitos que estarão envolvidos nos assassinatos.

Inicialmente, foram encontrados três corpos perto da praia, mas depois um quarto foi também descoberto no meio da vegetação do terreno do hotel, totalizando quatro vítimas, cuja causa de morte ainda não foi conhecida. Dois suspeitos já foram detidos, mas o caso encontra-se sob investigação, revela a "NBC News".

Mistério no México. 3 americanos encontrados sem vida num Airbnb depois de celebrarem o Dia dos Mortos
Mistério no México. 3 americanos encontrados sem vida num Airbnb depois de celebrarem o Dia dos Mortos
Ver artigo

Este crime ocorre apenas dias após um turista americano ter sido baleado numa perna em Puerto Morelos, também no estado de Quintana Roo, noticia o "The Independent". As autoridades norte-americanas já alertaram as pessoas que tenham ideias de viajar para o México durante esta época, devido à onda de crimes violentos na região, nomeadamente abusos sexuais, posse de drogas, álcool não regulamentado, e apelando à cautela dos turistas, que devem evitar determinadas áreas perigosas.

"Crimes, incluindo crimes violentos, podem ocorrer em qualquer lugar do México, inclusive em destinos turísticos populares", começam por escrever as autoridades no site da embaixada americana no México. "Os viajantes devem manter-se alerta, evitar áreas onde ocorram atividades ilícitas e afastar-se imediatamente de situações potencialmente perigosas. Os cidadãos (...) devem ter mais cuidado nas áreas centrais de locais populares de férias de primavera, incluindo Cancún, Playa Del Carmen e Tulum, especialmente após o anoitecer", avisam.

No mês passado, a 3 de março, dois turistas americanos de um grupo de quatro amigos foram levados como reféns, e mais tarde encontrados mortos, após terem tentado entrar no estado mexicano de Tamaulipas, mais precisamente em Matamoros, sendo esta uma área dominada pelo cartel de drogas do golfo mexicano. De acordo com o "The Independent", as autoridades suspeitam que o líder "La Kena" do grupo criminoso esteja envolvido nas mortes.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.