Oyace, no Vale de Aosta, no noroeste de Itália, tem cerca de 212 habitantes e inúmeras casas por habitar. Estão vazias, abandonadas e à procura de um dono que queira gastar pouco mais do que um café para comprar uma casa. É que o município decidiu pôr vários imóveis à venda por apenas 1€ para que os novos proprietários façam delas o seu novo lar e ajudem a vila a ter o centro histórico, onde se situam a maioria das casas, de novo protegido.

“Estes imóveis, em vários casos, situam-se no centro histórico e, para além do aspeto estético, existe também o risco de se tornarem um perigo para a segurança dos cidadãos”, diz a autarca Stefania Clos ao "Idealista/news". Muitos destes imóveis dizem respeito a heranças, que foram deixadas para trás por desinteresse. Por isso, para voltar a suscitar curiosidade por habitar nesta vila, a Câmara decidiu então que vai colocar as casas à venda por uma quantia simbólica.

Contudo, antes de o projeto avançar, é necessário que os proprietários deem autorização. “O concurso foi lançado recentemente, no início de fevereiro, mas o feedback já me deixa satisfeita, vários concordaram em vender a quem queira reabilitar”. Isto porque as vantagens aplicam-se a todos: os donos das casas descartam-se do imóvel, os compradores podem fazer delas uma habitação única e Oyace volta a ganhar vida no centro histórico. Ah, e os benefícios não ficam por aqui. "O nosso território em termos de acessibilidade é mais seguro e mais fácil de alcançar por qualquer meio", destaca Stefania.

Lidl lança compostor doméstico e só custa 24.99€
Lidl lança compostor doméstico e só custa 24.99€
Ver artigo

Esta pode ser a oportunidade para criar um refúgio de natureza com vistas para a montanha, que muitas vezes se cobre de neve, ou o negócio dos seus sonhos, como um hotel ou alojamento local. O único limite à vontade de se instalar em Oyace é quando algo compromete a "natureza legislativa ou paisagística”, afirma a autarca.

Mas Oyace não é caso único.

Comune di Troina
Comune di Troina créditos: comune.troina.en.it

Troina, também em Itália, aderiu à tendência e colocou casas à venda por 1€. Neste caso, enquanto a casa é 1€, o trabalho é zero: não precisa de reabilitar os imóveis, uma vez que o objetivo da iniciativa lançada em outubro do ano passado é repovoar a aldeia abandonada na região da Sicília — mas não só.

"Repovoar e revitalizar o centro histórico e criar uma contaminação cultural, promovendo os valores da hospitalidade e valorizando o nosso território do ponto de vista turístico", destaca o presidente do município de Troina, Sebastiano Venezia, ao mesmo site.

E o melhor é apressar-se, porque só em janeiro o município já recebeu cerca de 4 mil pedidos de pessoas de todo o mundo, que "fizeram reservas para visitar a aldeia nos próximos meses". Se ainda conseguir agarrar uma casa, pode ter vizinhos americanos, ingleses, russos, franceses e alemães — alguns dos mais interessados até ao momento e que podem futuramente ajudá-lo a tornar-se num poliglota da aldeia do município de Troina.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.