A famosa estátua da sereia, em Copenhaga, na Dinamarca, foi vandalizada, na manhã desta sexta-feira, 3 de julho.

"Podemos confirmar que a pequena sereia foi vandalizada antes das 9 horas desta manhã", disse a polícia de Copenhaga, em comunicado, citado pelo "Daily Mail". "Uma pessoa desconhecida escreveu as palavras 'peixe racista'. Estamos a investigar o caso."

As autoridades estão intrigadas, porque não conseguem compreender as motivações dos autores que cometeram o ato. A Pequena Sereia é uma personagem inspirada num conto de fadas de 1837 com o mesmo nome, do autor dinamarquês Hans Christian Andersen.

A estátua, do escultor de Edvard Eriksen, foi já várias vezes vandalizada ao longo dos anos: a a cabeça da personagem foi roubada duas vezes, 1964 e 1998, e já lhe cortaram um braço em 1984. Na mesma rocha, em janeiro, alguém escreveu "libertem Hong Kong", numa alusão à situação política deste território chinês.

De Padre António Vieira a Cristovão Colombo. Quem foram as figuras das estátuas que estão a ser vandalizadas?
De Padre António Vieira a Cristovão Colombo. Quem foram as figuras das estátuas que estão a ser vandalizadas?
Ver artigo

Desta vez, a mensagem parece relacionar-se com a personagem em si. "Em geral, podemos ler as obras literárias com vários olhos", considerou Ane Grum-Schwensen, uma especialista do The Hans Christian Andersen Centre, da Universidade do Sul da Dinamarca, em declarações ao canal TV2.

"No entanto, acho um pouco difícil ver o que seria especialmente racista na aventura 'A Pequena Sereia'".

De acordo com as autoridades dinamarquesas, há mais estátuas na capital dinamarquesa a serem vandalizadas com diferentes frases: uma do missionário Hans Egede, que lançou os esforços missionários luteranos para a Gronelândia; uma de Mahatma Gandhi e ainda uma do rei Christian IV, que governou entre 1588 e 1648, onde foi escrita a palavra "racista".

Desde a morte de Gerge Floyd, a 25 de maio, nos Estados Unidos, que levou ao crescimento do movimento Black Lives Matter, que várias estátuas em todo o mundo têm sido alvo de vandalização.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.