Estão confirmadas duas explosões no Afeganistão na tarde desta quinta-feira, 26 de agosto, que causaram 13 vítimas mortais, confirma a TSF. A primeira explosão ocorreu perto do portão Abbey do aeroporto de Cabul, conforme confirmado pelo porta-voz do Pentágono, John Kirby, e outra nas imediações do aeroporto Hamid Karzai que terá ocorrido devido a um bombista suicida, segundo o canal norte-americana CNN. Entre as 13 vítimas mortais estão crianças e estarão também cidadãos estrangeiros, de acordo com a televisão Al Jazeera, com sede no Qatar.

Na manhã desta quinta-feira tinha sido lançado um alerta sobre o facto de o aeroporto de Cabul estar sob ameaça de ataque terrorista, situação que levou as forças norte-americanas a apelar aos afegãos para não se dirigirem para o aeroporto — local onde milhares se têm aglomerado nos últimos dias para tentar fugir do país antes do encerramento da ponte aérea para a evacuação do Afeganistão. 

Com o regresso dos talibã, as mulheres afegãs temem perder a liberdade. O que aconteceu e o que vem aí?
Com o regresso dos talibã, as mulheres afegãs temem perder a liberdade. O que aconteceu e o que vem aí?
Ver artigo

O segundo ataque aconteceu "no ou perto do Baron Hotel", confirmou também o porta-voz do Pentágono através do Twitter. John Kirby acrescentou ainda que a primeira explosão vitimou vários americanos e civis. Quanto aos militares portugueses em Cabul, "estão bem" segundo o ministério da Defesa, João Gomes Cravinho, à TVI.

De acordo com o porta-voz dos talibãs, Zabiullah Mujahid, os ataques seriam já conhecidos pelos norte-americanos. "Os talibãs estão comprometidos com a comunidade internacional e não permitirão que os terroristas usem o Afeganistão como base para as suas operações. Os talibãs alertaram as tropas americanas para possíveis grupos terroristas como o ISIS", disse num comunicado citado pelo jornal "The Guardian".

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, revelou que, na semana passada, tinha alertado várias vezes para a possibilidade de um ataque, sendo que o último aviso foi feito a 24 de agosto. "Existem desafios reais e significativos que também devemos ter em consideração. Quanto mais tempo ficarmos no terreno, tendo em conta o risco crescente de um ataque por parte do grupo terrorista ISIS-K, é mais um dia em que sabemos que estão a tentar atingir o aeroporto e a atacar as forças dos EUA e civis inocentes", disse, segundo cita o jornal "Observador".

Saiba como ajudar as crianças no Afeganistão. "Tenho muito medo. Não tenho ninguém"
Saiba como ajudar as crianças no Afeganistão. "Tenho muito medo. Não tenho ninguém"
Ver artigo

Pelo Twitter circulam várias fotografias e vídeos da situação após as duas explosões junto aos aeroportos de Cabul e Hamid Karzai que mostram o "caos", como descreve o jornalista Barzan Sadiq, e várias pessoas feridas. Em algumas imagens é possível ver carrinhos de mão a transportar corpos. Segundo Secunder Kermani, jornalista da BBC em Cabul, o número de mortos deverá aumentar nas atualizações feitas nas próximas horas.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.