Em julho deste ano, ​Sukhmin Garcha, uma dermatologista de Vancouver, no Canadá, tomou a iniciativa e pediu o namorado, Shiraz Brar, de 28 anos, em casamento. A dermatologista revelou que recebeu comentários de mulheres dizendo que preferiram "morrer” a pedir um homem em casamento. 

O vídeo, que foi publicado no Tik Tok e acabou por se tornar viral, recebeu outros comentários negativos, segundo escreve o “Daily Mail”. Entre eles, internautas a questionar se Sukhmin “não tinha respeito por si própria", se “o joelho estava a doer”, que “preferiam aspirar o oceano a pedir um homem em casamento”, que o parceiro “não parecia feliz” e até que “deveria sentir-se envergonhada" e a lista de críticas prosseguiu. 

Apesar dos comentários negativos, a dermatologista diz que esteve “sempre aberta” a fazer o pedido ao namorado e que ela e a família “adoraram”. "O meu namorado tinha o maior sorriso no rosto. As nossas famílias apoiaram-no e ficaram muito contentes com isso. A minha mãe estava realmente orgulhosa", afirma Sukhmin Garcha, acrescentando que "só porque não há muitas pessoas que o tenham feito, não significa que seja errado”. 

Regras de etiqueta básicas para um casamento. É de bom tom oferecer dinheiro? E levar vestido preto?
Regras de etiqueta básicas para um casamento. É de bom tom oferecer dinheiro? E levar vestido preto?
Ver artigo

Sukhmin Garcha também alertou para os tabus de género que devem ser ultrapassados pela sociedade. “Somos a nova geração e podemos definitivamente construir uma nova sociedade onde os papéis de género não existem”, disse, acrescentando que é preciso “genuinamente quebrar estas normas e viver no seu potencial”.

A dermatologista deixa uma mensagem de esperança para todos aqueles que escolhem espalhar o ódio. “Num mundo onde há tanta negatividade, devemos optar por espalhar a bondade e o amor”, aconselha. 

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.