A vacina da Pfizer contra a COVID-19 foi aprovada no Reino Unido. Desenvolvida em parceria com a BioNTech, a vacina obteve autorização para começar a ser administrada em território britânico — ainda antes de obter "luz verde" nos Estados Unidos —, algo que deve começar a ser feito na próxima semana, avança a Sky News. O canal salienta ainda que o Royal University Hospital, em Liverpool, deverá ser dos primeiros hospitais a receber a vacina.

Vacinação contra a COVID-19 em Portugal pode começar em janeiro. E há prioridade para os idosos
Vacinação contra a COVID-19 em Portugal pode começar em janeiro. E há prioridade para os idosos
Ver artigo

O presidente da farmacêutica Pfizer fala de um "momento histórico" na luta contra a COVID-19, e a imprensa britânica garante que as primeiras doses deverão chegar ao Reino Unido nos próximos dias. O país liderado por Boris Johnson adquiriu 40 milhões de doses da vacina, que tem uma eficácia de 95% em todas as faixas etárias, desenvolvida pela farmacêutica norte-americana, em parceria com a alemã BioNTech.

Matt Hancock, ministro britânico da Saúde, recorreu ao Twitter para salientar que "a ajuda está a caminho", tal como escreveu numa publicação na rede social, e avança que os organismos de saúde estão prontos para "começar a vacinar na próxima semana". O ministro reforçou também que o Reino Unido é o primeiro país do mundo a aprovar uma vacina contra a COVID-19.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.