O Villa Athletic Club, presidido por Fábio Lopes, mais conhecido por Conguito, está a dar que falar. Várias pessoas recorreram às redes sociais para expor dívidas que terão sido contraídas pelo clube e que ainda não estão liquidadas. O locutor da MegaHits já reagiu.

No dia da Rádio, Joana Marques, Pedro Fernandes e Conguito juntam-se em emissão especial
No dia da Rádio, Joana Marques, Pedro Fernandes e Conguito juntam-se em emissão especial
Ver artigo

Criado este ano, o clube de futebol que tem o ex-futebolista Albert Meyong como treinador, acumula mais de três mil seguidores no Instagram. No início da semana, começaram a surgir acusações dirigidas a Fábio Lopes, cujo perfil na mesma rede social já se encontra repleto de comentários relacionados com o tema, como "paga o que deves".

As contas de Instagram do clube e de alguns associados já se encontram em modo privado, impedindo o acesso às publicações. As threads no Twitter expõem más condições, falam em "salários em atraso" e "faltas de comparência". André Tenente, um fotógrafo, chegou-se à frente com printscreens de mensagens que terá trocado com o presidente do clube.

"A pouco e pouco fui percebendo que tinha sido enganado"

Terá sido Fábio Lopes a contactá-lo, na esperança de contar com os serviços do fotógrafo para o próprio dia, depois de a pessoa que o ia realizar inicialmente não ter tido disponibilidade. Refere que o convite se desenrolou numa conversa aliciante sobre "criar uma nova forma de comunicação no futebol".

Conguito
créditos: Twitter

"Nesse dia ficou combinado que, quando tivéssemos ambos tempo, ele me apresentaria a proposta final. Também ficou prometido acordar um valor para as X fotografias desse jogo de 29 de agosto", avança o fotógrafo, que anexa uma imagem na qual é possível verificar o envio de um link com as supostas fotografias resultantes deste trabalho.

Conguito
créditos: Twitter

Conguito terá combinado que "logo" falariam "sobre pormenores e assim", mas depois deixou de responder. André Tenente insistiu, obtendo a seguinte reação: "Desculpa a ausência de novidades. Isto tem sido uma semana complicada". Depois desta mensagem, Fábio Lopes voltou a não retornar.

Depois de alguma insistência no Instagram, André Tenente recorreu ao WhatsApp, explicando ter abandonado um almoço de família para realizar este trabalho de última hora. "Apresentaram-me até ideias para ficar no clube", escreve, concluindo que o "pagamento do trabalho feito naquela tarde também não passou de promessa".

André Tenente pediu a Conguito que esclarecesse quais as "intenções", ao que o presidente do Villa Athletic Club respondeu: "Percebo que esteja a ser frustrante não teres novidades da minha parte, principalmente por o trabalho já ter sido feito e entregue".

"Queria pedir-te desculpa por isso, mas a verdade é que têm sido dias difíceis em termos de organização e agradecia a tua compreensão. Tentarei esclarecer tudo contigo na próxima semana, mas obrigado", retorquiu, voltando a desaparecer e falhando este prazo que combinara.

Conguito
créditos: Twitter

O fotógrafo acaba de expor esta situação com uma reflexão: "Como é óbvio, a pouco e pouco fui percebendo que tinha sido enganado. Acabado de sair do curso de fotografia, tenho uma pequena oportunidade que se podia tornar numa boa experiência, mas acabou por ser uma farsa. E até hoje continuo sem trabalho".

"Jovens que deixaste numa casa só com água fria e sem alimentação, na escola sem um lápis e uma caneta"

Também o futebolista Edinho se chegou à frente para comentar o sucedido, criticando Conguito. "Como é possível fazeres o que estás a fazer a 24 jogadores", escreveu, no Instagram. "Quero ver qual será a tua desculpa agora… até lá, há gente à espera do pagamento dos salários em atraso", acrescentou.

"Jogadores recusaram-se a ir para outros projetos, jovens que se despediram por venderes um sonho que não estava sustentado e jovens que deixaste numa casa só com água fria e sem alimentação, na escola sem um lápis e uma caneta", descreve. "E todos os dias consegues ir para a MegaHits como se de nada se tratasse", adianta.

Edinho Conguito
créditos: Twitter

Edinho deixa ainda uma promessa: "mostra o tipo de pessoa que és, mas não fica assim". Esta terça-feira, quatro jogadores do clube ter-se-ão dirigido às instalações do grupo Renascença com o intuito de confrontarem o presidente do clube. A fotografia, publicada pelo "Record", mostra Conguito a conversar com os jovens no exterior, junto a carros.

A reação de Conguito. "Assumo, humildemente, as minhas responsabilidades"

Depois da grande onda de contestação de que foi alvo, Conguito emitiu uma declaração sobre o assunto, enviada à MAGG pela Notable, a agência que representa o radialista. Na declaração, Conguito afirma que o seu "sonho" era o de "criar um clube que contrariasse a lógica do negócio muitas vezes associada ao futebol".

"Reconheço que estão a ser dias muito difíceis. Os investimentos iniciais previstos não se concretizaram e estamos a ter algumas dificuldades ao nível de patrocínios diretos com marcas", admite, acabando por reconhecer a existência destas dívidas.

"Somos uma equipa pequena, mas dedicada inteiramente ao Villa Athletic Club e a encontrar todas as soluções de viabilização deste projeto, junto das demais instituições. Não desistimos das pessoas. Foi por elas que nasceu o clube", esclarece. "Assumo, humildemente, as minhas responsabilidades e confio que o grupo tudo fará para chegar a uma solução rapidamente", conclui.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.