Há mais 21 mortes e 2.608 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados esta quinta-feira, 15 de outubro, pela Direção-Geral da Saúde, no novo boletim epidemiológico. No total, 2.149 pessoas já morreram e outras 95.902 foram infetadas no País.

Os números desta quinta-feira surgem no mesmo dia em que a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) anunciou que, "se tudo correr bem", a chegada das primeiras vacinas contra o novo coronavírus deverão começar a ser comercializadas na primavera do próximo ano.

"É muito difícil, quase impossível, ter a vacina até 2020. Se tudo correr bem, nos primeiros meses de 2021 poderá haver três vacinas aprovadas pela EMA", avançou o diretor-executivo da EMA, avança a Agência Lusa, citada pelo jornal "Observador".

COVID-19. Polícia pode entrar em casas privadas sem mandato. Saiba em que situações
COVID-19. Polícia pode entrar em casas privadas sem mandato. Saiba em que situações
Ver artigo

Quanto à disponibilização das primeiras doses, espera-se que seja feita para as "populações de risco" e que, depois, a disponibilidade vá aumentado "rapidamente após a aprovação". "Julgo que, se tivermos sorte, muitos dos que desejam ser vacinados podem fazê-lo até ao verão de 2021", continuou.

No entanto, explica o diretor da EMA, "a chegada da vacina será o início do fim da pandemia, mas não o fim", já que "só depois de um ano da vacina disponível se saberá se a pandemia" diminuiu ou não de forma significativa.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.