Há mais 34 mortes e 394 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados esta segunda-feira, 1 de março, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no novo boletim epidemiológico. Este é o dia com menos novos casos desde setembro.

A marcar a atualidade está  a aprovação da vacina contra a COVID-19 da Johnson & Johnson que deverá ser aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos já no início de março e começar a ser distribuída na União Europeia no início de abril. A aprovação pela União Europeia será concedida "no início de março, já que a Agência Europeia de Medicamentos está a rever todas as informações que a Johnson & Johnson lhe comunicou para poder colocar essa vacina no mercado", disse Agnès Pannier-Runacher ao canal de televisão France 3, citada pelo "Jornal de Notícias".  "Essa é uma notícia muito boa porque esta vacina é de dose única, porém é possível que precise de reforços, ainda não sabemos", afirmou.

Portugal vai comprar 38 milhões de vacinas — o que permite até apoiar outros países
Portugal vai comprar 38 milhões de vacinas — o que permite até apoiar outros países
Ver artigo

A ministra francesa avançou ainda que o plano passa pela chegada à Europa de 600 milhões de doses da vacinas contra a COVID-19 até o final de junho. Segundo os ensaios clínicos finais, esta é uma vacina que protege contra a COVID-19 grave uma vez que uma dose tem 85% de eficácia contra as manifestações mais graves da doença.

Portugal prepara-se para comprar cerca de 38 milhões de vacinas contra a COVID-19Segundo a ministra da Saúde, Marta Temido, este número de vacinas é "muito mais do que aquilo que serão as necessidades para a vacinação integral da população portuguesa" e permitirá garantir apoio a outros países. Marta Temido refere que  "ter 70% da população vacinada no final do verão continua a ser o objetivo", contudo admite que este é "um objetivo ambicioso".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.