A antiga Garagem Liz, situada na Avenida Almirante Reis, em Lisboa, ganhou um novo propósito. Foi recuperada e é agora um Continente Bom Dia, mais precisamente desde 29 de julho, data na qual abriu portas ao público, que já pode ir lá fazer compras.

Este edifício histórico existe desde 1933 — portanto, há quase um século —, quando se tornou Auto-Lys, um local onde se prestavam serviços relacionados com automóveis, lavagens, mudanças de pneus, baterias e combustíveis, assim como recorda "A Mensagem".

Dicas para fazer estes 4 pratos dos chefs que estiveram no Festival da Comida Continente
Dicas para fazer estes 4 pratos dos chefs que estiveram no Festival da Comida Continente
Ver artigo

Este verão, o número 27 da Rua da Palma, em Lisboa, recebe um novo Continente Bom Dia. A loja tem área de venda de cerca de 727m2 e um espaço Wells. O piso superior conta com 21 lugares de estacionamento, dois deles para carregamento de veículos elétricos.

Este espaço vem juntar-se às outras 145 lojas Continente Bom Dia em Portugal, encontrando-se aberto todos os dias das 8 às 21 horas. Os seus excedentes alimentares diários serão destinados à Refood Santo António, ao Centro Social e Paroquial São Jorge de Arroios, à Sol - Associação Apoio às Criança VIH/Sida e à Animalife.

O edifício histórico, cujo local chegou a conter o Real Colyseu de Lisboa, um teatro-circo que existiu entre 1887 e 1925, é um emblema da arquitetura modernista. Feita a sua recuperação arqueológica e tornado Continente Bom Dia, vem conceder "um serviço próximo e conveniente" aos clientes e "ajudar a dinamizar a vida" do bairro em questão.

Foram esses os motivos que levaram à recuperação da Garagem Liz, de acordo com o diretor da Loja Continente Rua da Palma, Miguel Munoz, que explica que o processo de reabilitação deste local "muito importante para a cidade de Lisboa" foi feito "mantendo a sua identidade e garantindo a continuidade da sua utilização".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.