Parece um daqueles acontecimentos premonitórios, e se fosse idealizado por alguém dir-se-ia que seria impossível acontecer. Mas aconteceu, e de forma absolutamente expontânea. Este sábado, 16 de maio, um arco-íris quase perfeito apareceu sobre o Cristo Rei, na zona de Cacilhas, na margem sul do Tejo, e deixou milhares de lisboetas maravilhados. O fenómeno, registado nesta imagem pelo repórter da TVI Paulo Batista, foi depois partilhado por muitas pessoas nas redes sociais.

O premonitório tem uma razão simples, é que o arco-íris tem sido a simbologia utilizada em tempos de COVID-19 como sinal de esperança, normalmente acompanhado da mensagem: "Vai Ficar Tudo Bem". O facto de ter aparecido em vésperas da segunda fase da reabertura do País, e em que milhares de portugueses retomam as suas rotinas (com alguns ajustes) é uma coincidência extraordinária.

Lisboa com passadeiras arco-íris pela luta contra a homofobia
Lisboa com passadeiras arco-íris pela luta contra a homofobia
Ver artigo

O fenómeno ocorreu ao final da tarde desde sábado e durou alguns minutos. O arco-íris chegou a ter dois arcos, um mais próximo do Cristo Rei e outro mais afastado, mas ambos acabaram por se desfazer ao fim de pouco tempo.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.