Na noite deste sábado, 4 de fevereiro, um incêndio deflagrou num prédio na Mouraria, na zona histórica de Lisboa. Há pelos menos 20 desalojados e 14 feridos. Uma criança de 14 anos e um homem de 50 são as vítimas mortais.

O incêndio iniciou-se no rés-do-chão de um prédio na Rua do Terreirinho. O alerta foi dado às 20h37 e o fogo extinto às 21h15. No prédio estavam só pessoas estrangeiras, nomeadamente de origem asiática.

Modelo portuguesa de 21 anos foi a única vítima de incêndio em prédio em Londres. Saiba o que se passou
Modelo portuguesa de 21 anos foi a única vítima de incêndio em prédio em Londres. Saiba o que se passou
Ver artigo

Devido ao fumo, 14 pessoas ficaram feridas. Quatro delas são crianças que foram transportadas para o Hospital Dona Estefânia, avançou o "Correio da Manhã".

Dos feridos, dois são de nacionalidade argentina e 11 da Península do Industão, região asiática que engloba a Índia, Paquistão, Bangladesh, Nepal e Butão. Um português foi vítima colateral do incêndio, porque não estava dentro do prédio, mas também ficou ferido.

As habitações ficaram destruídas e pelo menos 20 pessoas ficaram desalojadas, sendo que 11 encontram-se em unidades hospitalares. As vítimas maiores de idade foram levadas para o Hospital de São José e para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

"É uma situação dramática para todos", comentou Carlos Moedas, presidente da Câmara de Lisboa, citado pelo "Correio da Manhã".

Assegurou que a Câmara vai cuidar das pessoas que ficaram sem casa para dormir. Frisou ainda que a autarquia, a junta de freguesia, a PSP e os bombeiros estão a trabalhar para apurar as circunstâncias em que deflagrou o incêndio e para ajudarem as vítimas. No local estiveram mais de 60 operacionais dos bombeiros e 20 veículos.

Segundo o Notícias ao Minuto, Margarida Castro, diretora do Serviço Municipal de Proteção Civil de Lisboa avançou que na segunda-feira será conduzida uma vistoria.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.