O judoca português Jorge Fonseca conquistou o bronze na madrugada desta quinta-feira, 29 de julho, nos Jogos Olímpicos Tóquio2020. O atleta da categoria de -100 kg venceu o russo Niiaz Iliasov e alcançou o segundo lugar no pódio, posição que não o satisfez. Contudo, agora que conseguiu o feito, Jorge Fonseca dedica a vitória a duas marcas de desporto que não acreditaram nele.

Em declarações à RTP, depois de agradecer apoio dos portugueses e da mãe, fez então a dedicatória inesperada. "Vou dedicar esta medalha à Adidas e à Puma porque me disseram que eu não tinha capacidade para ser representado pela Puma. Então dedico essa medalha aos dirigentes da Puma e da Adidas. Eu já mostrei que sou bicampeão do mundo, terceiro nos Jogos Olímpicos, qual é o estatuto de que preciso mais?", disse com alguma revolta o medalhado.

A MAGG entrou em contacto com a Puma, que não fez quaisquer comentário sobre as declarações do atleta olímpico.

Veja o vídeo do momento.

Jorge Fonseca mostrou-se feliz com a vitória, que descreveu como "saborosa", mas não esconde que queria mais. "Não estou feliz, eu trabalhei para o ouro, vim com um grande objetivo, trabalhei bastante. Pá, consegui o bronze", disse após a vitória na madrugada.

O judoca já está de olhos postos nos Jogos Olímpicos de 2024, onde espera alcançar mais ainda. "Agora é trabalhar para conquistar o ouro em Paris", cidade que vai receber os próximos jogos Olímpicos. Jorge falou ainda o desporto nacional, "que evoluiu bastante" e diz que Portugal já precisava "desta medalha há muito tempo".

Com a vitória desta madrugada, Jorge Fonseca passa assim às meias-finais da categoria de -100 kg dos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.