O concelho de Mafra acaba de receber o selo internacional Biosphere Destination, atribuído pelo Instituto de Turismo Sustentável. O certificado foi recebido após um rigoroso processo e a elaboração de um Plano de Ação para a Sustentabilidade. A autarquia já está a planear várias iniciativas para tornar a vida dos habituantes e dos turistas que visitam o concelho mais amiga do ambiente, mas por agora saboreia a certificação.

"Mais do que a notoriedade nacional e internacional, ambicionamos que esta certificação seja um estímulo à qualificação da oferta para os operadores locais e também um critério de escolha do destino pelos turistas nacionais e estrangeiros", refere o presidente da Câmara Municipal de Mafra, Hélder Sousa Silva, numa nota publicada no site do município.

Luxo, vinhos italianos e sustentabilidade a bordo. Falta pouco para o La Dolce Vita
Luxo, vinhos italianos e sustentabilidade a bordo. Falta pouco para o La Dolce Vita
Ver artigo

O presidente destaca ainda que o reconhecimento com selo turístico internacional na área da sustentabilidade representa ao mesmo tempo um compromisso da autarquia para com a criação de "uma relação equilibrada entre a atividade humana, a proteção do ambiente e a preservação do património histórico-cultural".

Mafra pretende ser um destino que promove modos de vida com reduzido impacto para o planeta e para isso já estão em curso diversas iniciativas que vão ao encontro dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). A "criação de uma rede municipal de proteção ambiental, o alargamento da rede de percursos cicláveis e pedonais urbanos, a expansão da rede de percursos pedestres, a criação do manifesto do turista responsável, através de um processo de participação pública, bem como a constituição do Observatório do Turismo" é o que está marcha, segundo a mesma nota.

Este é o segundo concelho português a receber o selo do Instituto de Turismo Sustentável, sendo que o primeiro foi atribuído no final de 2021, a Vouzela. Anteriormente, o certificado Biosphere Destination também já tinha sido conquistado pelas Aldeias Históricas de Portugal e pela Reserva da Biosfera Transfronteiriça Meseta Ibérica (Trás-os-Montes, Salamanca e Zamora).

Em vias de cumprir com cumprir os objetivos da ONU e a ser também classificado como Turismo Sustentável, está a região do Alentejo.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.