O Plano de Poupança de Energia 2022/2023 foi divulgado no Diário da República nesta terça-feira (27 de setembro). Inclui medidas que têm como objetivo reduzir o consumo energético. Redução do tempo em que as luzes estão ligadas ou adaptação dos aparelhos de aquecimento/arrefecimento consoante a estação do ano são alguns exemplos.

Eis alguns exemplos de medidas para a redução do consumo energético.

No consumo de energia

  • Reduzir o consumo energético associado à iluminação pública (luzes de Natal ligadas das 18h às 00h);
  • Reduzir o consumo de energia relacionado com iluminação interior (apagar luzes decorativas às 22h no inverno e às 23h no verão) e exterior (desligar luzes decorativas às 00 h);
  • Desligar iluminação de faixas, lonas e estandartes publicitários e cartazes na via pública e edifícios (a partir das 22h no inverno e a partir das 23h no verão);
  • Reduzir o consumo energético na climatização de espaços;
  • Reduzir o consumo energético em piscinas e complexos desportivos (incluindo pavilhões desportivos e ginásios);
  • Promover, na medida do possível, práticas de gestão dos recursos humanos que permitam a redução dos consumos energéticos (por exemplo, avaliando as poupanças energéticas do recurso ao teletrabalho).

Na eficiência hídrica

  • Reduzir o desperdício de água na rega de espaços exteriores;
  • Aumentar a eficiência hídrica em processos industriais;
  • Formar e/ou capacitar para potenciar a eficiência hídrica.

O plano ainda tem o objetivo de realizar mais campanhas de comunicação de forma a alertar e sensibilizar os cidadãos portugueses, de diferentes faixas etárias, para adotarem estas novas medidas na sua rotina para a redução do consumo energético.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.