Em resposta aos dois próximos períodos de greve do Metropolitano de Lisboa, a Carris, que é gerida pela Câmara de Lisboa, fez saber que vai reforçar o número de carreiras em circulação para que haja forma de os cidadãos se movimentarem pela cidade.

As carreiras que vão ser reforçadas, fez saber a Carris, são quatro: a 726 no troço Pontinha Metro/Estefânia; a 736 nos troços Senhor Roubado/Marquês de Pombal e Campo Grande/Cais do Sodré; a 744 no troço Oriente/Restaurantes; e, por fim, a 746 no troço Sete Rios/Marquês de Pombal.

Diga adeus às filas. Agora pode carregar o passe dos transportes de Lisboa no telemóvel
Diga adeus às filas. Agora pode carregar o passe dos transportes de Lisboa no telemóvel
Ver artigo

A próxima greve do Metropolitano de Lisboa está marcada para a próxima terça-feira, 2 de novembro, e será de cariz parcial. Por isso, a Carris informou que o reforço deste dia "incidirá apenas na hora de ponta da manhã, até cerca das 10h30", altura em que "o Metro já estará a funcionar normalmente", cita o "Diário de Notícias".

A greve de quinta-feira, 4, será diferente e terá a duração de 24 horas. Por isso, o reforço da Carris acompanhara este período e será feito "durante todo o dia, com maior intensidade nas horas de ponta, de manhã e da tarde, e com menor intensidade durante o dia e serão".

Nesta fase, ainda não se sabe se, na greve de quinta-feira, serão decretados serviços mínimos.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.