Na mesa há sempre umas fatias de bolo rei a sobrar, que passados uns três dias estão tão duras que já nem são comestíveis. O bacalhau que restou da consoada nem meia posta dá para cada membro da família, por isso o primeiro pensamento é deitar no lixo. Isto já para não falar dos cogumelos da entrada que ninguém acabou de comer.

Este é o cenário em quase todas as famílias que se juntam para comemorar o Natal. Mas para cada caso que exemplificámos, há uma solução. Falamos de dicas que podem fazer parte da ementa dos dias que se seguem ao Natal, ou até da noite de passagem de ano.

A MAGG falou com a nutricionista vegetariana Ana Isabel Monteiro, mais conhecida pelo blogue "Laranja Lima Nutrição", e com o chef de cozinha Rui Ribeiro, autor do blogue "Faz e Come", que partilham várias formas de evitar o desperdício este Natal.

Sugestões MAGG. Temos mais de 500 ideias de presentes para oferecer este Natal
Sugestões MAGG. Temos mais de 500 ideias de presentes para oferecer este Natal
Ver artigo

Ana Isabel Monteiro e Rui Ribeiro deixam dicas a pensar em toda a família, e em todos os gostos — desde aqueles que não comeram o peru no dia 25 e deram lugar ao tofu, até àqueles que não olham a calorias ou excessos e aceitam de bom grado um gratinado de bacalhau a seguir ao Natal.

Passamos ao que interessa e começamos pelas entradas, seguindo para várias sugestões práticas sobre o que pode fazer com o que restou da consoada e do almoço de Natal.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.