A diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, revelou este sábado, 27 de novembro, que há casos a serem investigados em Portugal para despiste da nova variante da África Austral.

Durante uma visita ao centro de vacinação de São Domingos de Rana, Graça Freitas disse aos jornalistas que "neste momento, há casos em investigação, mas não pode dizer-se que são suspeitos", cita a SIC Notícias.

Nova variante detetada na África Austral preocupa Comissão Europeia. OMS reúne esta sexta-feira
Nova variante detetada na África Austral preocupa Comissão Europeia. OMS reúne esta sexta-feira
Ver artigo

A nova variante, B.1.1.529, que está a deixar os países em alerta, foi detetada pela primeira vez a 11 de novembro no Botsuana e posteriormente identificada na África do Sul e também em Hong Kong. A variante é a causa da subida exponencial de novos casos de COVID-19 na África Austral, "com um aumento de 48% de novos casos de infeção na última semana", avançou Matshidiso Moeti, diretora da OMS para África.

Esta sexta-feira, 26 de novembro, o Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC) alertou já que a nova variante do vírus SARS-CoV-2 suscita "sérias preocupações de que possa reduzir significativamente a eficácia das vacinas e aumentar o risco de reinfeções", lê-se no "Jornal de Notícias". 

Num comunicado sobre a avaliação da ameaça da variante B.1.1.529 da SARS-CoV-2-Omicron, o ECDC diz que a nova variante detetada na África Austral é a mais divergente (em relação ao vírus original) detetada até hoje.

Neste sentido, a diretora da ECDC, Andrea Ammon, pediu proatividade na implementação de medidas para "ganhar tempo" até haver mais informação e recomendou que sejam consideradas doses de reforço de vacinas para todos os adultos, dando prioridade às pessoas com mais de 40 anos.

"Finalmente, devido às incertezas envolvidas nesta situação, a implementação reforçada atempada de intervenções não-farmacêuticas é agora mais importante do que nunca", lê-se no documento, citado pelo mesmo jornal.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.