A primeira etapa do regresso à normalidade prevê a reabertura do comércio local, já partir de segunda-feira, 4 de maio, estabelecimentos que tenham a porta virada para a rua e que tenham até 200 metros quadrados de área total.

Nesta categoria enquadram-se lojas, livrarias, stands de automóveis e bibliotecas, bem como cabeleireiros e barbeiros. Estes vão poder começar a reabrir portas já a partir da próxima semana, mas com condições obrigatórias a cumprir para estar em concordância com aquelas que são as medidas propostas pelo Governo para evitar novos pontos de contágio.

Os barbeiros e os cabeleireiros vão poder retomar a normalidade desde que, para evitar ajuntamentos de pessoas nas lojas, funcionem apenas por marcação e com regras definidas consoante a lotação total do espaço. 

Uma vez que nestes espaços fechados se torna impraticável a adoção de medidas de distanciamento físico de segurança, o uso de máscara comunitária é obrigatório e imprescindível.

Decisões tomadas: comércio, teletrabalho, cafés, cabeleireiros — o que vai mudar na nossa vida a partir de segunda-feira
Decisões tomadas: comércio, teletrabalho, cafés, cabeleireiros — o que vai mudar na nossa vida a partir de segunda-feira
Ver artigo

Terminado o estado de emergência já no próximo sábado, a 2 de maio, Portugal prepara-se para começar a caminhar rumo a uma nova normalidade que, até aqui, implicava grande parte do comércio fechado, restaurantes abertos mas limitados a um regime de take-away e limitação da livre circulação.

Com o desacelerar dos casos de contágio por COVID-19 no País, o que vai acontecer agora será o descer de um nível, passando Portugal para um situação de calamidade pública, para que a economia possa, a pouco e pouco, começar a reerguer-se.

Como já era esperado, a abertura da atividade económica no País vai decorrer ao longo de três fases para que o Governo possa, ao longo deste período, avaliar, de quinze em quinze dias, os efeitos na economia e na saúde que começarão a surgir após o desconfinamento — que se começará a efetivar já a partir de sábado.

O plano de regressar a uma nova normalidade é, apesar de tudo isto, de alto risco, já que pode gerar novas cadeias de contágio e fazer aumentar os números de casos de infeção no País. A primeira etapa arranca na segunda-feira, 4 de maio.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.