O mês de outubro começa já este sábado e com ele vêm despesas maiores. No mercado liberalizado, as tarifas do gás vão sofrer uma enorme subida de preço, assim como as tarifas do mercado regulado. 

Mudanças de hábitos e listas de compras reduzidas. Como os portugueses lidam com o aumento dos preços
Mudanças de hábitos e listas de compras reduzidas. Como os portugueses lidam com o aumento dos preços
Ver artigo

O comunicado foi emitido pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), em junho deste ano, e antecipava este aumento. A partir de outubro a tarifa do gás natural será mais 3,9% do que no mês anterior, acréscimo que deverá permanecer até setembro de 2023. Se a comparação for feita segundo o preço médio do gás no ano de 2021-2022, o gás natural vai custar aos portugueses mais 8,2%. 

Com a subida do preço do gás nos mercados internacionais, na Galp o preço do gás natural irá aumentar 8€ a partir de 1 de outubro. Também na EDP Comercial o preço escala para uma média de 30€ na fatura dos clientes residenciais, acrescidos ainda de 5€ a 7€ de taxas e impostos. O aumento médio chega aos 170%.

Para quem pertence ao mercado regulado, o preço da luz também vai subir a partir de 1 de outubro. Por cada megawatt-hora (MWh) a maioria dos clientes domésticos terá de pagar mais cinco euros, já com taxas e impostos incluídos, o que resulta num aumento de 3% em relação aos preços em vigor. O preço do quilowatt-hora (kWh) passa de 0,1542€ + IVA para 0,1599€ + IVA. 

Se não validar o IBAN nas Finanças pode receber na mesma os 125€ de apoio. Saiba como
Se não validar o IBAN nas Finanças pode receber na mesma os 125€ de apoio. Saiba como
Ver artigo

Se for uma fatura média mensal para um casal sem filhos, cuja potência anual é de 3,45 kilovoltamperes (kVA) e um consumo de 1.900 kWh por ano, o aumento será de 1,05€ em comparação ao mês de setembro.

Um casal com dois filhos, com uma potência de 6,9 kVA e um consumo anual de 5.000 kWh por ano, o aumento é de 2,86€ para uma fatura de 94,97€ por mês. 

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.