“Pedro, hoje finalmente consigo falar contigo. Ontem não dava, estava demasiado ocupado a apanhar os cacos da devastação da tua tão súbita ausência." Começa assim o texto publicado por Paulo Dentinho, primo de Pedro Lima, jornalista e antigo diretor de informação da RTP, no Facebook.

Além de relembrar a vida junto do ator, encontrado morto, no sábado, 20 de junho, na Praia do Abano, no Guincho, e de elogiar a personalidade de Pedro Lima, o "pilar" da família, Paulo Dentinho fala também do vulnerabilidade emocional que o ator estava a enfrentar, atribuindo culpas à TVI, canal em que Pedro Lima trabalhava há mais de duas décadas.

Pedro Lima enviou mensagens de despedida a amigos e deixou carta à família
Pedro Lima enviou mensagens de despedida a amigos e deixou carta à família
Ver artigo

"A tua força era também a tua fragilidade. E estavas frágil e muitos de nós não vimos. O Lourenço Lucena, que é um desses tantos teus amigos que ficaram destroçados, diz aquilo que muitos sabemos, que a tua empresa estava desejosa de te descartar. Devias tê-los mandado a todos para o sítio mais ordinário que existe no planeta", disse. "É nesta altura que entras em cena — conheço-te tão bem! — e é para os defenderes, para dizeres que não é bem assim, que até os compreendes e para me alertares para os meus estados de alma, porque 'já te lixaram por causa disso, e tu sabes bem'."

O jornalista continuou, referindo ainda alegadas chamadas sem retorno, falando ainda da reacção do canal na sequência da morte de Pedro Lima.

"Mas não, hoje não é sobre mim, é sobre ti, Pedro! E pergunto-te então quantas vezes lhes telefonaste nestes últimos dias sem que ninguém atendesse? Sabes, depois escrevem coisas maravilhosas sobre seres um dos atores mais versáteis da tua geração. E falam em pesar e mais uma série de palavras de plástico".

"Pedro Lima tinha um contrato de exclusividade com a TVI até junho de 2021, renovado há cerca de um mês"

Este domingo, 21 de junho, a TVI emitiu um comunicado, que fez chegar às redacções, desmentido a ideia de que pretendia "descartar" o ator.

Além de referir o choque face à inesperada morte de Pedro Lima, o comunicado, assinado por Nuno Santos, diretor de programas do canal, desment a "ideia de que havia um problema na relação do Pedro com o canal para o qual trabalhava, em exclusivo, há duas décadas", que "sorrateiramente, de forma velada e depois amplificada por determinados meios de comunicação social, foi crescendo."

De seguida, dão três argumentos que desmentem os alegados problemas: "Tinha um contrato de exclusividade com a TVI até junho de 2021", que "foi renovado há cerca de um mês já num contexto de pandemia"; "estava em plena gravação da novela 'Amar Demais' onde integrava o elenco principal desta produção a estrear ainda este ano"; "tinha sido convidado a semana passada para integrar, em representação da Media Capital, o júri dos Emmy" que, refere, é um desafio lançado aos "atores mais próximos" e a quem o canal reconhece "qualidades para tal."

O vídeo emocionante da TVI com o adeus a Pedro Lima
O vídeo emocionante da TVI com o adeus a Pedro Lima
Ver artigo

Conclui: "Nunca vale tudo e, certamente, lançar ou alimentar comportamentos demagógicos não é apenas desadequado. É inaceitável. O Pedro e a sua família merecem mais."

Pedro Lima morreu no sábado, 20 de junho, na praia do Abano, no Guincho. O corpo foi encontrado durante a manhã. A causa da morte ainda está por apurar, mas peritos forenses acreditam que possa ter sido o próprio a pôr termo à vida, devido a um golpe profundo no pescoço. No início dessa manhã, o ator terá enviado várias mensagens a amigos a pedir que estes olhassem pela sua família.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.