Já não tem de se preocupar com a dimensão das compras da semana ou do mês. A Glovo comprou a empresa portuguesa Mercadão, que assegura a entrega de compras do Pingo Doce e de outras empresas nacionais, e passa a satisfazer três necessidades distintas: essenciais urgentes, conveniência de acesso rápido e, agora, compras planeadas, avança o jornal “Público”.

Está a derreter com o calor e só quer um gelado fresquinho? Já pode pedir Häagen-Dazs na Glovo
Está a derreter com o calor e só quer um gelado fresquinho? Já pode pedir Häagen-Dazs na Glovo
Ver artigo

Depois de garantir a entrega de artigos pontuais (como queijo, cerveja, gelado, entre outros), artigos farmacêuticos (mesmo com receita médica) e até testes à COVID-19, a Glovo passa a assegurar a entrega de compras e cabazes de mercearia – agora, também de grandes dimensões. 

Para isso, a Glovo alargou as condições do processo de entregas. Em Portugal, comprou a empresa Mercadão, criada em 2018, e, em Espanha, optou pela compra da Lola Market. Segundo o mesmo jornal, o valor das duas aquisições ainda não foi revelado.

A Glovo começou exclusivamente com a entrega de refeições e, atualmente, aposta também no comércio rápido, mundialmente conhecido por Q-commerce (do inglês "quick commerce"). Desta vez, a vontade de assegurar o segmento das compras planeadas surgiu da necessidade de colmatar lacunas no serviço prestado por marcas como Pingo Doce, Aldi e Lidl, admitiu Ricardo Batista, diretor da Glovo Portugal, ao jornal "Público".

A pandemia influenciou a expansão na área de alcance da marca, no sentido em que "veio acelerar as aquisições", acrescenta Ricardo Batista, que revela, ainda, que prevê que a marca Glovo consiga atingir o valor bruto de mil milhões euros, já no próximo ano.

Com meia dúzia de cliques, já pode encomendar (e receber no conforto do seu lar), mercearias, superalimentos, suplementos alimentares, artigos farmacêuticos, teste à COVID-19 e, claro, refeições. A aplicação da Glovo, empresa que chegou a Portugal em outubro de 2017, está disponível para os sistemas operativos iOS e Android.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.