Esta terça-feira, 24 de janeiro, Paris Hilton anunciava ao mundo ter sido mãe. O bebé, fruto do casamento com Carter Reum, foi concebido com recursos a uma barriga de aluguer. A gestação de substituição, mais comumente designada por barriga de aluguer, não é uma prática proibida em Portugal, exceto se houver pagamentos envolvidos, mas existe um vazio legal.

No entanto, países como a Rússia, Ucrânia e Estados Unidos têm leis que permitem não só esta prática de forma humanitária, mas também comercial.

Paula Amorim sobre ter sido mãe aos 49 anos. "Não foi uma decisão fácil"
Paula Amorim sobre ter sido mãe aos 49 anos. "Não foi uma decisão fácil"
Ver artigo

Em dezembro de 2022, o ator e encenador Pedro Penim anunciava que tinha tido uma filha com o marido, o jornalista britânico Mark Lowen. Amália, nasceu no Canadá, também através de um “processo altruísta” de gestação por substituição, possível devido aos “óvulos de uma dadora anónima, e a coragem e a generosidade desarmantes da gestante, Jordyn Miller, a quem devemos tudo”, relatou o diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II. 

Em 2020, Paula Amorim e o marido, Miguel Guedes de Sousa, tiveram o primeiro filho em comum. Dois anos depois, em entrevista a Francisco Pinto Balsemão, no podcast do jornal Expresso "Deixar o Mundo Melhor", a chairman do grupo Amorim, de 51 anos, contou como decidiu, em conjunto com o companheiro, recorrer a uma barriga de aluguer nos Estados Unidos da América. "Tenho um filho de 2 anos. Foi uma gravidez de substituição porque a minha idade não me permitiu ter uma gravidez minha”, explicou Paula Amorim.

Percorra a galeria e conheça 10 celebridades que recorreram à gestação de substituição

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.