Em 2020, Paula Amorim e o marido, Miguel Guedes de Sousa, tiveram o primeiro filho em comum. Dois anos depois, em entrevista a Francisco Pinto Balsemão, no podcast do jornal Expresso "Deixar o Mundo Melhor", a empresária de 51 anos, que é uma das mulheres mais poderosas de Portugal, conta como decidiu, em conjunto com o companheiro, recorrer a uma barriga de aluguer nos Estados Unidos da América.

"Tenho um filho de dois anos. Foi uma gravidez de substituição porque a minha idade não me permitiu ter uma gravidez minha”, explicou a chairman do grupo Amorim, acrescentando: "o meu marido tinha o desejo profundo de ser pai e não tinha filhos".

Na altura, a empresária portuense temeu a hipótese de voltar a ser mãe. "Não foi uma decisão fácil porque eu já estava com 49 anos e numa fase da minha vida com muitas responsabilidades". O casal teve de viajar para os Estados Unidos da América para conseguir recorrer à gestação de substituição. "É uma prática recorrente nos Estados Unidos. Há em Portugal, mas em circunstâncias muito particulares. O meu caso não se adequava e acabámos por optar pelos Estados Unidos”, conta.

Foi em maio de 2020 que nasceu o bebé, ficando registado com o nome do avô de Paula Amorim: Manuel Américo Amorim Guedes de Sousa.

Além de Manuel, Paula Amorim já tinha dois filhos, Rui, de 24 anos e Francisca, de 19 anos, fruto do casamento com Rui Alegre. Recorde-se que Paula Amorim, de 51 anos, passou a liderar os negócios do grupo Amorim após a morte do pai. A família portuguesa detém a maior corticeira do Mundo, criada há 150 anos no Porto. A revista "Forbes" divulgou a 31 de outubro de 2019 a lista das 10 empresárias mais poderosas de Portugal. Paula Amorim ocupava o primeiro lugar da lista, como líder de um império avaliado em 4 mil milhões de euros.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.