Numa declaração feita no site oficial de Harry e Meghan Markle — que por enquanto continua a apresentar-se com o nome "Sussex Royal" — o casal fala sobre o período de transição que vai começar na primavera de 2020 com o objetivo de avançar com o processo de independência financeira e autonomia dos duques de Sussex.

Entre os vários pontos estabelecidos para o período de transição, como o facto de o duque e 89a duquesa de Sussex continuarem a apoiar a rainha Isabel II, embora com uma capacidade mais limitada e a permissão para obterem a sua própria renda e continuarem com os próprios interesses de caridade, há um ponto que se destaca no comunicado.

"Embora haja precedentes para outros membros titulares da família real procurarem emprego fora da instituição, para o duque e a duquesa de Sussex, foi estabelecido um período de revisão de 12 meses", ao qual se segue o ponto que estabelece obrigatoriedade do casal afastar-se dos deveres reais e não assumir deveres representativos em nome de Sua Majestade.

Harry e Meghan afastam-se da realeza, mas a nova casa nem por isso. Veja as imagens
Harry e Meghan afastam-se da realeza, mas a nova casa nem por isso. Veja as imagens
Ver artigo

Com o termo "precedentes", é evidente que os duques referem-se a outros casos na família real, como aconteceu com as princesas Eugenie e Beatrice, primas de Harry e filhas de Andrew Albert, duque de York. E uma fonte confirma isso mesmo ao jornal "Mirror": "É bastante evidente que eles estão a referir-se à realeza menor, como a princesa Beatrice e a princesa Eugenie, algo que é uma associação estranha para duas pessoas cujos associados afirmaram que eles por si só modernizaram a monarquia".

E apesar de estes casos já terem acontecido, o de Harry e Meghan é diferente por aquilo tudo aquilo que exige: desde a segurança aos múltiplos deveres oficiais — como a representação na Commonwealth, que de acordo com o mesmo comunicado vão ter de deixar de assumir — ou ainda quanto ao peso dos títulos.

Quando a esses, o comunicado deixa claro o procedimento a seguir: "Conforme acordado e estabelecido em janeiro, o duque e a duquesa de Sussex manterão o seu prefixo 'HRH', permanecendo formalmente conhecido como Sua Alteza Real, o duque de Sussex e Sua Alteza Real, a duquesa de Sussex. O duque e a duquesa de Sussex não vão continuar a usar ativamente os títulos de HRH, dado que não irão continuar a trabalhar como membros da família real a partir da primavera de 2020".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.